Polícia

Assaltante mantém quatro reféns durante fuga dentro de shopping em Macapá

Criminoso e um comparsa haviam tentado assaltar uma residência, mas foram surpreendidos pela polícia. Eles fugiram para o shopping onde um marginal fez quatro pessoas reféns.

Compartilhe:

Elden Carlos e Jair Zemberg
Editoria de Polícia

O assaltante e homicida Adevan Bulhosa de Moraes, de 36 anos, manteve reféns quatro pessoas [entre elas uma criança] na tarde desta quarta-feira (12) no interior de uma loja de roupas e acessórios no Amapá Garden Shopping.

Segundo o comandante em exercício do Batalhão de Operações Especiais (Bope), major Pelaes, Adevan e um comparsa, identificado como Ruan Rodrigues Silva, haviam invadido uma residência próxima ao shopping e acabaram denunciados.

“Por volta de 13h houve o comunicado de que bandidos teriam invadido uma residência nas redondezas. De imediato as equipes foram deslocadas e os bandidos empreenderam fuga. O Ruan acabou preso na área externa do shopping. O segundo marginal entrou no shopping e ao perceber que estava cercado tomou quatro pessoas como reféns, instalando a crise”, disse o major.

Desespero e correria

Clientes e funcionários das lojas entraram em pânico ao perceber a presença do homem armado. Houve correria. Os lojistas baixaram as portas rapidamente. Muitas pessoas se trancaram em banheiros e outras dependências.

Reféns

Segundo testemunhas, Adevan Bulhosa entrou em pelo menos duas lojas antes de tomar as vítimas reféns. “Como toda ação criminosa, a tomada de reféns exigiu o preparo dos nossos negociadores. Foi a primeira crise em um shopping do estado. Foram aplicadas todas as técnicas necessárias para acalmar tanto vítimas quanto o perpetrador da crise. Existia uma preocupação maior por haver uma criança entre os reféns, mas tudo acabou dentro do planejamento traçado”, complementou.

Durante a crise, Bulhosa determinou que duas vítimas fizessem lives em uma rede social. Na transmissão é possível ver o bandido conversando com outra pessoa. Ele parece receber orientações do lado de fora.

Após quase três horas de negociação, o assaltante se rendeu. As vítimas receberam socorro médico. Com o criminoso foi apreendida uma pistola com numeração suprimida. Adevan e Ruan foram encaminhados ao Centro Integrado em Operações de Segurança Pública (Ciosp) Pacoval, onde seriam indiciados. Ainda de acordo com a polícia, ambos eram considerados foragidos.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *