Polícia

Assaltantes são presos após fazerem 4 pessoas reféns

Dupla havia cometido um roubo no Igarapé das Mulheres e estava em fuga quando foi abordada pelo Força Tática. Na sequência os criminosos invadiram um imóvel onde fizeram quatro reféns.

Compartilhe:

Elden Carlos
Editor-chefe

 

Dois criminosos identificados como Denilton dos Santos Machado, de 20 anos, o ‘Bajo’, e Alexandre Azevedo Pereira, de 18 anos, o ‘Deco’, foram presos na tarde desta quinta-feira (25) após manterem reféns – por cerca de duas horas – quatro pessoas de uma mesma família no bairro Perpétuo Socorro, zona leste da capital.

De acordo com o tenente coronel Kléber Silva, comandante do Batalhão de Operações Especiais (Bope), a ocorrência iniciou por volta de meio dia.

“Os dois suspeitos haviam cometido um assalto a um estabelecimento comercial no Igarapé das Mulheres. Uma equipe do Batalhão de Força Tática, que fazia o patrulhamento na região, percebeu a ação criminosa e tentou abordar a dupla. Eles fugiram em uma motocicleta, dando início ao acompanhamento tático”, relatou o comandante.

Na altura da rua Cândido Mendes, entre as avenidas José Tupinambá e Mãe Luzia, o piloto perdeu a direção do veículo e os assaltantes caíram. “Eles levantaram rapidamente e tomaram quatro pessoas que estavam em frente a uma residência como reféns. Uma dessas vítimas é hipertensa. Montamos o teatro de operações, iniciando a negociação”, disse.

Duas pessoas foram libertadas inicialmente. No interior do imóvel permaneceram duas vítimas (pai e filho), de 26 e 51 anos. “Como é praxe, os perpetradores da crise fizeram exigências como a presença da imprensa e de familiares, além de outras situações. Todo pedido é devidamente avaliado para saber se concedemos, ou não. Mas, graças a Deus, encerramos essa ocorrência com a libertação das vítimas sem ferimentos e a prisão dos marginais”, concluiu o comandante do Bope.

Com a dupla a polícia apreendeu um simulacro de pistola e um revólver calibre 38. Eles foram encaminhados para o Centro Integrado em Operações de Segurança Pública (Ciosp) Pacoval, onde seriam indiciados pelos crimes cometidos.

Reportagem e fotos: Jair Zemberg e Joelson Palheta/DA

 

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *