Polícia

Confronto à bala deixa dois mortos e dois feridos na Ilha dos

Foi sepultado na tarde dessa sexta-feira, 19, o corpo do agricultor José Ricardo Carvalho, 41, o “Jura”, que tombou morto durante um confronto armado na região do Furo dos Porcos – ilha que fica do outro lado do rio Amazonas, em frente a Macapá, e que pertence ao município de Afuá (PA).

Compartilhe:

 

José Carvalho Jura era filho do empresário Mimo Carvalho, patriarca da família e que detém uma gigantesca área rural na ilha. Além de Jura, também tombou morto Benedito dos Santos Pereira, 44 anos, o “Nenca”. As informações colhidas até agora pela polícia paraense são de que Nenca teria ido até o terreno dos Carvalhos para vingar a morte de um parente seu que teria sido assassinado há cerca de 8 meses por Jura.

O confronto aconteceu por volta de 18h30 de quarta-feira, 17, quando Nenca e pelo menos mais dois homens foram para a localidade em uma embarcação. Eles teriam armado uma emboscada para matar Jura. Como a família não permite a pesca e nem a caça na área, o plano foi posicionar a canoa em um local onde a vítima pudesse avistar de longe.

Os homens sabiam que assim conseguiram fazer com que Jura fosse até lá para ‘espantar’ os invasores. Ao chegar no barco o homem foi surpreendido pelo grupo. Com um funcionário da família ao lado, Jura revidou aos disparos dando início a uma intensa troca de tiros.

Outras duas pessoas ficaram gravemente feridas e foram trazidas para Macapá. Os corpos ficaram na mata até o resgate. O corpo de Nenca chegou nas primeiras horas da manhã de quinta-feira, 18, na rampa do Santa Inês. O cadáver de Jura só foi desembarcado à tarde.

Por telefone, um agente da Delegacia de Polícia Civil de Afuá disse que o delegado Tárcio Murilo, titular da Comarca de Afuá, estava em diligência na ilha para tentar identificar os elementos envolvidos no confronto, e que até o meio dia de ontem não havia tido retorno ainda. Existe um temor porque já existe uma ameaça de retaliação à morte de Jura.

 
Compartilhe:

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *