Polícia

Delegado diz que frentista é vítima e não suspeita

Latrocínio em posto de combustível


Compartilhe:

 

O delegado Dante Facchinette, titular da Delegacia de Polícia Civil de Laranjal do Jari, distante 265 quilômetros da capital, Macapá, afirmou no início da tarde dessa terça-feira, 3, por telefone, que a frentista Roseane Moreira Freitas, 32 anos, figura como vítima no inquérito instaurado para apurar o crime de latrocínio [roubo seguido de morte], ocorrido em um posto de combustível de Laranjal no final de semana passado.

A mulher foi localizada bastante debilitada em um ramal da zona rural no município de Itaubal do Piririm. A confirmação de que Roseane não ajudou no plano veio após a tomada de depoimento. “Ela [frentista] foi apenas mais uma vítima desse crime. Temos algumas informações, mas ainda não podemos detalhar o caso para não comprometer a investigação”, disse Facchinette.

Roseane foi encontrada por uma equipe da Companhia de Policiamento Rural (CPRU) e trazida para Macapá. Após atendimento médico, a mulher foi levada para a Delegacia Especializada em Crimes Contra as Mulheres (DECCM) onde foi ouvida em depoimento. Em seguida ele regressou a Laranjal do Jari. O assalto ao posto de combustível, ocorrido por volta de 6h da manhã de sexta-feira, 30, terminou com a morte do gerente Jorge Luiz Soares, 55 anos. Ele foi morto a facadas. Os bandidos ainda tentaram incendiar o quarto anexo ao posto, e onde ele morava.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *