Polícia

Detento executado na saída do Iapen estava com a morte decretada, revela gravação

Áudio obtido pelo Portal Diário junto a um familiar da vítima mostra que André ‘DVD’ estava marcado para morrer.

Compartilhe:

O detento Devid André Santos Navegantes, de 33 anos, o ‘DVD’, que foi executado com vários tiros no início da manhã desta quinta-feira (11) na saída do Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen), já estava com a morte decretada.

Pelo menos é o que revela um áudio obtido com exclusividade pelo Portal Diário junto à família da vítima. Um homem que se identifica como ‘Touchê’, enviou há alguns dias a gravação – via Whatsapp – para um suposto líder de facção que atua no presídio, e que domina a área onde DVD estava preso. Touchê afirma que de uma forma ou outra DVD será morto.

“Ó meu irmão, quero que tu dê um recado ai pra essa tua facçãozinha ai, que independente de qualquer coisa, de qualquer forma, tu diz pro ‘DVD’ que é pra ele botar colete, botar capacete, que eu to indo pra cima dele. Mas eu to indo é pra matar ele, e não deixar como ele me deixou. Pode falar pra ele que ele sabe do que eu to falando. Sou eu mesmo, ‘Touchê’. Vou mandar matar ele. A hora que eu pegar, onde eu pegar, como ele estiver, aonde ele estiver eu to atrás dele. Começou agora a caça. Bora vê quem é que vai ser a caça primeiro”, afirma o narrador da mensagem que também estaria preso.

A gravação foi enviada por Devid André aos familiares. Ele teria dito ainda que vinha sofrendo ameaças constantes. Para deixar a cadeia diariamente, DVD contava com apoio de um carro. Segundo o parente que falou com o Diário, a vítima tomava todas as precauções, mas a emboscada desta quinta-feira foi fatal.

Não se sabe ainda se a morte foi encomendada pelo mesmo homem que fez as ameaças.

O crime
O presidiário Devid André Santos Navegantes, de 33 anos, o ‘DVD’, foi executado com vários tiros no início da manhã desta quinta-feira (11) na saída do Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen). Segundo o sargento Lúcio, do 6º Batalhão de Polícia Militar (6º BPM), o detento cumpria pena desde 2014 pelo crime de roubo (Art. 157), mas ele também respondia por homicídio (Art.121) e tráfico de drogas (Art.33).

DVD estava no regime semiaberto (trabalhava durante o dia e retornava no final da tarde para dormir na prisão). Ele teria deixado o anexo do Iapen por volta de 6h. Um carro – Fiat Uno de cor vermelho – estava em frente ao presídio. Um dos ocupantes desceu e disparou várias vezes atingindo o tórax e cabeça da vítima. Em seguida os criminosos fugiram pela rodovia Duca Serra, tomando como rota o município de Santana. Policiais fizeram a varredura da rodovia para tentar localizar os suspeitos. A Polícia Militar (PM) fez o isolamento do perímetro e acionou a Polícia Técnico Científica (Politec) que fez a remoção do cadáver.

Segundo o sargento Lúcio, o crime tem características de execução por possível acerto de contas. Familiares da vítima disseram que Devid já havia revelado que vinha sendo ameaçado de morte, inclusive, ele tinha gravações dessas ameaças.

 
Compartilhe:

Tópicos: