Polícia

Dívida com drogas motivou homicídio em Vitória do Jari, diz delegado

Segundo o delegado Danilo Brito, Ítalo Reis, de 18 anos, declarou em depoimento que Alan Tenório, de 31 anos, havia penhorado sua bicicleta em uma boca de fumo, e que ao ir questionar a vítima houve uma discussão. Alan foi morto com uma única facada no peito.

Compartilhe:
Delegado Danilo Brito preside inquérito e fala sobre depoimento do acusado

Elden Carlos
Editor

Ítalo dos Reis Martins, de 18 anos, que na tarde de sexta-feira (24) ligou para polícia informando que havia assassinado um homem com uma facada no bairro Prainha, em Vitória do Jari, no extremo sul do Amapá, e se entregou espontaneamente, disse durante depoimento prestado na manhã deste sábado (25) ao delegado Danilo Brito, que uma dívida de drogas motivou o crime.

“Ele [Ítalo] declarou que a vítima havia pegado sua bicicleta e penhorado em uma boca de fumo. Ambos faziam uso de entorpecente. Ao ir cobrar a devolução do transporte, houve um desentendimento. O acusado afirma que desferiu a facada no oponente para se defender, mas testemunhas dizem o contrário. O fato é que o crime foi por motivo fútil. Vamos encaminhá-lo para audiência de custódia e o juiz decidirá se ele responderá em liberdade ou na prisão”, declarou o delegado durante entrevista ao Diário.

A vítima do crime foi identificada como Alan Ferreira Tenório, de 31 anos.

Vídeo

Um vídeo gravado por populares, e que viralizou nas redes sociais, mostra Ítalo em um comércio, logo após o crime, tomando um refrigerante e segurando sua carteira de identidade. O vídeo foi feito logo após ele ter ligado para a polícia, informando o assassinato e dizendo que queria se entregar.

O vídeo teria supostamente sido gravado por um familiar dele. O interlocutor fala com outra pessoa ao telefone, dizendo que eles aguardam a chegada da polícia, e que está tudo bem. Na sequência do vídeo os policiais chegam ao local.

Ítalo levanta, fecha a garrafa de refrigerante, entrega a carteira de identidade ao policial que o aborda lhe dando boa tarde, e segue para o lado do mercantil onde acontece a revista pessoal. Ele não foi algemado.

O caso

Alan Ferreira Tenório, de 31 anos, foi morto com uma faca no peito no final da tarde de sexta-feira (24) na passarela São Gabriel, bairro Prainha, sede do município de Vitória do Jari, na região do extremo sul do Amapá.

O crime ocorreu por volta de 17h. A vítima levou uma única facada no peito. Alan morreu na hora, em cima da passarela. O principal acusado do crime é Ítalo dos Reis Martins, de 18 anos, que tomou uma atitude totalmente contrária ao que geralmente ocorre nesse tipo de crime.

Ele ligou para a polícia, informou sua localização e aguardou a chegada de policiais militares. Após o crime, Ítalo foi até um comércio, comprou um refrigerante, pegou sua carteira de identidade e aguardou tranquilamente pela guarnição sentado em frente ao estabelecimento.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Um comentário em “Dívida com drogas motivou homicídio em Vitória do Jari, diz delegado”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *