Polícia

DJ preso com cocaína que era vendida em raves é encaminhado ao Iapen

Alexandro de Souza, de 42 anos, o ‘Testa’, foi preso em flagrante na quinta-feira (28) com 235 gramas de cocaína pura. Ele, segundo a polícia, vendia a droga em festas raves.

Compartilhe:

Em audiência de custódia que durou 25 minutos na tarde desta sexta-feira (29) a juíza Simone Moraes dos Santos, do Núcleo de Garantias da Comarca de Macapá, converteu em preventiva a prisão em flagrante do DJ Alexandro de Souza Carvalho, de 42 anos, o ‘Testa’, de 42 anos, que foi preso na tarde de quinta-feira (28) por tráfico de drogas, após dois meses de investigação da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE).

No dia da prisão os agentes encontraram com Alexandro 235 gramas de cocaína pura e um revólver calibre 38, com numeração suprimida, e municiado com seis projéteis.

A magistrada, em seu despacho, considera a gravidade do crime e afirma que a conversão da prisão do custodiado é, para entre outros, garantir a ordem pública. “Quanto ao tráfico de entorpecentes é algo que vem assolando esta cidade, gerando violência que quebra a paz social, sendo necessário seu combate efetivo pelo Estado, garantindo, assim, a ordem pública”, destaca a juíza Simone Moraes.

Após a audiência de custódia e conversão da prisão o DJ Testa foi levado para o Departamento de Medicina Legal (DML) da Polícia Técnico-Científica (Politec) onde passou por exame de corpo delito antes de ser transferido para o Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen).

O caso

O DJ Alexandro de Souza Carvalho, de 42 anos, o ‘Testa’, foi preso em flagrante com 235 gramas de cocaína pura na tarde de quinta-feira (28) durante uma abordagem feita por agentes da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE), no cruzamento da Avenida Tupis com a Rua Professor Tostes, bairro Buritizal, zona sul de Macapá.

Segundo o agente que vinha investigando o DJ há pelo menos dois meses, Testa havia recebido um carregamento de 2 quilos da droga recentemente, oriunda do estado do Pará. “A droga era comercializada por ele, principalmente, em raves”, disse o agente.

Na manhã de quinta-feira, Testa deixou a esposa no trabalho, foi a pelo menos dois supermercados e retornou para sua casa, na companhia da mãe, na passarela da 13 de Setembro. Cerca de 15 minutos depois ele saiu em um carro vermelho que, segundo a polícia, era utilizado para entrega da drogas em bocas de fumo.

Ao interceptar o automóvel os policiais realizaram a busca veicular e revista pessoal, encontrando a droga dentro da calça de Alexandro. Eles seguiram para residência do homem onde um revólver calibre 38, municiado, foi apreendido. Alexandro Testa foi apresentado no Centro Integrado em Operações de Segurança Pública (Ciosp) Pacoval, onde foi indiciado por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo com numeração suprimida.

Reportagem e fotos: Jair Zemberg

Texto: Elden Carlos

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *