Polícia

Faccionado morre em confronto com o Força Tática em Santana

Infrator, de 17 anos, era investigado por envolvimento em pelo menos 7 atos infracionais análogos ao crime de homicídio (Art.121).

Compartilhe:

Considerado integrante de uma facção criminosa e investigado por suposto envolvimento em 7 atos infracionais análogos ao crime de homicídio (Art.121), David Almeida de Souza, de 17 anos, o ‘Madruga’, tombou morto no final da tarde de domingo (23) durante uma intervenção do Batalhão de Força Tática (BFT) no bairro Provedor I, no município de Santana, distante 17 quilômetros da capital.

De acordo com o coronel Aldinei Almeida, comandante do batalhão, uma denúncia dava conta de que Madruga e outros faccionados estavam exibindo armas em uma festa que ocorria em um clube da cidade.

 

“Assim que as viaturas chegaram ao local eles dispersaram correndo para uma área de mata. Durante a ação os criminosos abriram fogo contra os policiais, mas houve o revide imediato e dois bandidos acabaram feridos. O resgate médico foi acionado e os levou para o Pronto Socorro de Santana onde esse marginal não resistiu”, disse o comandante.

Com Madrugada a polícia apreendeu uma pistola calibre Ponto 40, com numeração suprimida, e de uso restrito das forças de segurança. A polícia apurou que ele já havia sido apreendido por atos infracionais análogos a crimes como tráfico de drogas, furto, roubo, além dos homicídios.

“Apesar da pouca idade era um elemento de alta periculosidade e que agia sempre com extrema violência. Ele já havia confrontado a polícia outras vezes”, declarou. O corpo de Madruga foi removido para o Departamento de Medicina Legal (DML) da Polícia Técnico-Científica (Politec) para ser necropsiado.

Reportagem: Jair Zemberg

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *