Polícia

Foragido condenado a 17 anos de cadeia é preso pelo NOI

Fernando ‘Peixe’ tem uma condenação de 17 anos e 4 meses por assassinato, em 2012, e responde por outro homicídio, em 2017.

Compartilhe:

Elden Carlos
Editor-chefe

 

Uma investigação do Núcleo de Operações e Inteligência (NOI), da Polícia Civil do Amapá, localizou e prendeu nesta quinta-feira (24) o foragido de justiça Fernando Nascimento dos Santos, de 30 anos, o “Peixe”, que foi condenado a 17 anos e 4 meses de prisão pelo assassinato de Arnold Renan Teixeira Rocha. O crime ocorreu em 2012, no bairro São Lázaro, Zona Norte de Macapá.

Peixe, que ainda responde por outro assassinato, em 2017, fugiu após ter sido condenado e passou a viver na região das Ilhas do Pará. Os investigadores do NOI realizaram o cruzamento de informações e após um longo monitoramento descobriram que o assassino retornaria para Macapá.

Peixe foi preso no início da manhã de quarta-feira em uma casa localizada na Avenida Pantaleão Gomes, bairro São Lázaro. Ele não reagiu à prisão. Ele foi apresentado no Centro Integrado em Operações de Segurança Pública (Ciosp) Pacoval, de onde seguiu para exame de corpo delito na Polícia Técnico-Científica (Politec) antes de ser transferido para o Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen) para início do cumprimento da pena.

Dois homicídios

Em 01 de julho de 2012, por volta de 5h, Fernando ‘Peixe’ matou a tiros Arnold Renan. O crime ocorreu em um bar na rua Pantaleão Gomes de Oliveira, bairro São Lázaro. Segundo o inquérito policial, Peixe cometeu o crime pelo fato de que a vítima lhe devia drogas. Em 24 de março de 2014 o investigado foi denunciado pelo promotor de Justiça Afonso Pereira. No dia 10 de setembro de 2018 ele foi condenado a 17 anos e 4 meses de prisão durante júri presidido pelo juiz Luiz Nazareno Hausseler, no Fórum de Macapá.

O outro homicídio atribuído a Fernando Nascimento é o de Felipe Oliveira dos Santos, morto com mais de uma dezena de facadas, por volta de 3h30 da madrugada de 7 de outubro de 2017. O crime ocorreu na conhecida ‘Ponte do Baleia’, bairro São Lázaro, Zona Norte de Macapá. Consta no inquérito da polícia que Felipe teria se negado a vender drogas para Fernando Peixe. Ao ouvir o ‘não’, Peixe decidiu matar a vítima com requintes de crueldade.

No dia 24 de agosto de 2018 o promotor de Justiça, Iaci Pelaes, da 11ª Promotoria de Justiça de Macapá, ofertou denúncia contra o acusado. Ainda não foi divulgada a data do julgamento.

Imagens: Divulgação

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *