Polícia

GTA resgata mãe e filha no Bailique

Uma menor de 14 anos deu à luz prematuramente a um bebê de 7 meses. Mãe e filha corriam risco de morte.

Compartilhe:
O helicóptero “Gavião Uno”, do Grupo Tático Aéreo do Amapá (GTA), fez o resgate na manhã deste sábado, 20, de um bebê prematuro do sexo feminino e sua mãe, na localidade de Vila Maranata (Arquipélago do Bailique).
Segundo o coordenador do GTA, o comandante Ajaje Rachid Neto, decido às condições do local e do parto, o bebê (prematuro de 7 meses) nasceu com insuficiência respiratória 30 minutos antes do pouso da aeronave na referida vila.

“Graças a Deus conseguirmos chegar a tempo do bebê receber os primeiros cuidados, e já está na UTI do Hospital da Mulher Mãe Luzia, em Macapá”, informou o comandante. Ainda segundo o comandante do GTA, o quadro da criança é estável. “É guerreira”, festejou Rachid.

A mãe da criança, uma menor de idade (S.M.L., de 14 anos) foi assistida pelo médico Walclélyo Meireles Silvino, que faz parte da equipe médica do GTA que realizou o resgate.

A avó da criança, Luíza Maciel Farias, pediu ajuda do GTA para transportar a filha e a recém-nascida para Macapá porque o estado clínico da parturiente apresentava bastante hemorragia e dispineia (falta de ar).

Quando o helicóptero chegou à comunidade a menor já havia dado à luz, mas a equipe médica do GTA realizou os procedimentos necessários para salvar a vida das pacientes e trazê-las imediatamente a Macapá.

Informações: Coordenadoria de Comunicação Social da SEJUSP
 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Um comentário em “GTA resgata mãe e filha no Bailique”

  • Naranilce Silva de Souza disse:

    Eu Enfermeira Naranilce Silva de Souza fiz o parto dessa adolescente S.M.L, era uma gestação de 6 meses a paciente chegou na unidade as 4:35 Da manhã com sangramentos e fortes dores com 10 cm de dilatação as 6:57 solicitei o GTA para encaminhar a referida para maternidade mãe Luzia. As 8:30 a bebê nasceu de parto empelicado é um tipo raro de parto que acontece a cada 80 mil nascimentos quando o feto nasce sem romper o saco amniótico. As 09:53 o GTA chegou na comunidade de Vila Maranata e a mesma foi na companhia do Médico walclelyo Meirelles. A mãe da adolescente não é a enfermeira como está nesta reportagem. E infelizmente a bebê veio a óbito em trânsito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *