Polícia

Guardas municipais são presos suspeitos de homicídio em Laranjal do Jari

Equipe composta por três guardas municipais teria agredido até a morte um homem de 23 anos suspeito de furto. Fato, segundo a polícia, foi presenciado por várias testemunhas.

Compartilhe:
Adriano foi acusado de furto; família nega

Dois integrantes da Guarda Civil Municipal de Laranjal do Jari, na região Sul do Amapá, foram presos preventivamente nesta quarta-feira (9) suspeitos de envolvimento na morte de um homem identificado como Adriano Muniz de Albuquerque, de 23 anos, que foi abordado por uma equipe de três guardas municipais na tarde de terça-feira (8).

Delegado Felipe Rodrigues preside inquérito

Segundo o delegado da Polícia Civil, Felipe Rodrigues, que instaurou inquérito para apurar o caso, a equipe teria abordado a vítima em via pública no bairro do Agreste. Adriano teria sido acusado de furto (Art.155).

Testemunhas relataram que os guardas teriam agredido de forma violenta o suspeito no que eles consideraram como uma ‘sessão de tortura’. O rosto de Adriano ficou desfigurado. Após a ação, os guardas levaram o homem para o Hospital de Laranjal do Jari onde ele já teria chegado sem vida.

Vítima ficou com rosto desfigurado

“Saímos em diligência até o comando da Guarda Municipal que nos auxiliou na localização dos três guardas envolvidos na ocorrência. Lavramos o auto de prisão em flagrante por existir indícios de autoria contra os servidores públicos, já que o fato foi presenciado por inúmeras testemunhas. No entanto, a análise da materialidade do crime em questão em um primeiro momento leva a crer que os suspeitos não tiveram a intenção de causar o resultado morte, porém, os fatos ainda serão investigados minuciosamente para se esclarecer o caso”, declarou por telefone ao Diário o delegado.

Guardas durante atendimento da ocorrência

Os três guardas municipais foram encaminhados para audiência de custódia na Comarca de Laranjal do Jari. Dois deles tiveram a prisão em flagrante convertida em preventiva e serão encaminhados para o Centro de Custódia. O terceiro envolvido aguardará ao processo em liberdade.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




8 comentários em “Guardas municipais são presos suspeitos de homicídio em Laranjal do Jari”

  • Helton disse:

    Poxa gente se vocês não sabem leiam a lei 13.022/14 as guardas municipais tem poder de policia. Procurem se informar direito antes de colocarem seus comentários, inclusive já podem até usar o termo polícia municipal.

  • Cassiane disse:

    Alguns guardas são um abuso total de autoridade…. pensam que são policiais…nem a polícia pode fazer isso imagina guardas….os que fizeram isso tem que arcar com as consequências…..pois se tornaram piores q bandidos, assasinos…

  • KELSIJONES SIQUEIRA DIAS disse:

    Isso e uma total falta de respeito mesmo que o rapaz estivesse cometido (157) quem da o direito a eles de entrarem na casa do rapaz sem ordem judiciária e sem o consentimento do morador… e ainda espancar uma pessoa a ate a morte… eles passaram dos limites … quebraram 2 leis fundamentais… e dev em responder por homicídio duplo qualificado… eu sei muito bem quem são esses guardas q tão envolvidos nesses caso um tempo eles me deteram so porque eu não dei a chave da minha moto pra eles… eu tava sem a cnh… eu disse q iria buscar eles queria levar a moto… a verdade eque eles não tem preparor pra função deles e os senhores prefeito e vereadores deveriam diminuir o poder deles … guarda tem que cuidar e patrimônio municipal. . Não ta pretendendo e dando voz de prisão isso e dever da Pm e Pc que são mais qualificados pra atender a população

  • Rds disse:

    O fato ocorrido, por mais absurdo que se imagine, devemos entender que agora existe a justiça pra considerar a prática e punir os responsáveis se for o caso. Não
    podemos generalizar um fato isolado que também é reprovável por quem faz parte da GMLJ, sabemos que isso não corresponde à verdadeira missão dessa Instituição de Segurança Pública.

  • Beatriz disse:

    Isso aí de ficar em Custódia não vai da em nada como sempre, a lei de nosso país é uma bosta. Não dou 1 mês pra esses assassinos estarem soltos.😡🤬

  • gracinei bentes Tavares disse:

    Lamentável tudo isso! Esses assassinos tem que pagar pelo crime que cometeram, “crime bárbaro”
    Que a justiça dos homens seja feita porque a justiça de Deus não falha.
    Guarda despreparados, sem condições mentais para exercer sua função de protetor do do direito do cidadão.

    Solicito a esse #Diario que faça uma investigação mais detalhada sobre esse crime……

  • Sandra disse:

    Com todo respeito mais o espancamento eniciou na passarela perpétuo socorro bairro centro a vítima se entregou deitou no chão pós as mãos na cabeça e os guardas algemaram e começaram o espancamento com pisão no rosto chute na cabeça e socos no estômago a vítima já sem sentido mesmo assim não pararam o espancamento parecian uns pitbus furiosos o guarda luan falava eu te falei que eu ia te pegar vagabundo não respeitarm nem as crianças que brincavam na hora na frente das casas todos moradores da passarela assistiram o ato de violencia por parte desses guardas municipais …via morador

  • Janisio melo disse:

    Com certeza, tem que ser punidos sim, eles não são guardas patrimoniais, ?então eles não podem dar uma de policiais, e sim de guardar o patrimônio do município. Mas o povo dizem que alguns deles andam ate armados . São todos despreparados para tal função. Terão que pagar , pelo o que fez., o cara já nao estava imobilizado ? Era só levar para a delegacia, ou chamar a polícia militar , e entregar-lo , E já houve outras confusões envolvendo guardas municipais aqui em Laranjal, vc já imaginou se armar eles,? sendo guarda municipal, já age desta maneira, pessam que tem poder de polícia .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *