Polícia

Homem é assassinado a tiros dentro de casa; polícia investiga se o alvo era o pai dele

Caso ocorreu na tarde de domingo (02) em área de ponte no bairro Congós. Polícia apura se Laurielson Pacheco, de 29 anos, foi morto no lugar do pai.

Compartilhe:

Elden Carlos
Editor

Um homem identificado como Laurenilson Benedito Câmara Pacheco, de 29 anos, o ‘Lalau’, foi assassinado com pelo menos quatro tiros na tarde de domingo (02) em uma área de passarela localizada no final da 12ª Avenida do bairro Congós, zona sul de Macapá.

O Centro Integrado em Operações da Defesa Social (Ciodes) registrou a ocorrência às 14h37. Segundo o delegado Luiz Carlos, da Delegacia Especializada em Crimes Contra Pessoa (Decipe) os suspeitos teriam chegado ao imóvel pelos fundos, caminhando pela região de alagado.

Lalau estava deitado em uma rede, no quarto. O atirador subiu na janela e efetuou os disparos. O primeiro teria atingido o abdômen da vítima. Laurenilson teria levantado para tentar escapar, mas acabou alvejado três vezes pelas costas. Em seguida os criminosos fugiram sem serem identificados.

“Existe um cachorro na residência, mas ele estaria na frente do imóvel. Os suspeitos chegaram pelos fundos. Os tiros foram efetuados da janela. É um caso atípico até. Acreditamos ser uma ação de faccionados”, disse o delegado.

No local se especulou a possibilidade de Lalau ter sido morto por engano. O alvo seria o pai dele. A suspeita é de que o homem [pai] tivesse denunciado alguns criminosos na região, e que como retaliação a morte dele foi decretada.

“Todos os elementos estão sendo apurados nesse caso. A vítima tinha passagem por furto, mas a motivação para esse assassinato será devidamente apurada”, concluiu o presidente do inquérito.

O corpo de Lalau foi removido para o Departamento de Medicina Legal (DML) da Polícia Técnico-Científica (Politec) para ser necropsiado. Até a manhã desta segunda-feira (03) nenhum dos suspeitos havia sido preso.

Reportagem e fotos: Jair Zemberg

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *