Polícia

Latrocída paraense é preso no Amapá

Criminoso, de 22 anos, assassinou em agosto do ano passado, com requintes de crueldade, o cunhado do vice-prefeito do município de Anajás (PA). Crime é investigado como latrocínio.

Compartilhe:
‘Bebê’ estava foragido da justiça paraense e acabou preso no Amapá

Elden Carlos
Editor-chefe

 

Agentes da Divisão de Capturas do Departamento de Polícia Especializada (DPE), da Polícia Civil do Amapá, prenderam na noite de segunda-feira (28) no canal do Jandiá, bairro Cidade Nova I, zona leste de Macapá, o latrocída paraense Vanilson de Jesus da Silva, de 22 anos, o ‘Bebê’, que vinha sendo procurado pela Justiça do Estado do Pará pelo assassinato macabro de Abel Pereira Martins. O crime ocorreu no início do ano passado na cidade de Anajás (PA). Abel era cunhado do vice-prefeito Pedro Mesquita Soares.

Vanilson e outros dois comparsas invadiram a residência para roubar, mas acabaram assassinando a vítima. Abel recebeu dezenas de perfurações pelo corpo e por pouco não teve a cabeça arrancada à terçadadas. Outro envolvido, identificado como Sandro Ferreira Maia, o ‘Pereminha’, foi morto em junho do ano passado durante uma intervenção da Polícia Militar do Pará na comunidade Cururu, zona rural do município marajoara. O terceiro denunciado pelo crime é Alessandro Silva.

Vítima foi morta com requintes de crueldade

De acordo com o delegado-geral da Polícia Civil do Amapá. Antônio Uberlândio, Bebê se refugiou em Macapá para tentar se esconder das autoridades paraenses. “Houve uma troca intensa de informações entre as policiais dos dois estados. Esse criminoso atuava como ‘rato d’água’ e não tinha paradeiro fixo. Nosso serviço de inteligência fez o levantamento das informações e passou a monitorá-lo. Nesta segunda-feira, após a confirmação de que realmente era ele, houve o cumprimento da prisão preventiva”, declarou o delegado, na manhã desta terça-feira (29) durante entrevista ao programa radiofônico LuizMeloEntrevista (Diário 90,9FM).

Após a prisão, Vanilson Bebê foi levado para o Centro Integrado em Operações de Segurança Pública (Ciosp) Pacoval. Ele deverá ficar no sistema penitenciário amapaense até ser recambiado para a Superintendência Regional do Marajó Ocidental.

Fotos: Divulgação

 

Crime aconteceu na cidade de Anajás (PA)

 

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *