Polícia

Matador de aposentado é condenado a 21 anos de prisão

Josinei Ferreira matou em janeiro do ano passado o aposentado Mário Ivo Portela, 82 anos, num crime envolto em mistérios


Compartilhe:

Terminou por volta de 0h50 dessa sexta-feira, 24, o julgamento pelo Tribunal do Júri de Macapá de Josinei Ferreira Miranda, 25 anos, que foi condenado a 21 anos, 10 meses e 12 dias de prisão pelo assassinato do aposentado Mário Ivo Sampaio, morto a facadas em janeiro do ano passado aos 82 anos de idade.

Familiares da vítima acompanharam o júri vestidos de camisas brancas onde estava estampada a foto do aposentado. “Foi uma maneira de pedirmos justiça para o crime. Essa sentença não vai trazer meu pai de volta, mas nos dá a certeza de que o crime não ficou impune”, disse o empresário Francisco Portela, 40 anos, filho da vítima.

O Ministério Público do Amapá (MP-AP) denunciou o réu por homicídio qualificado, ocultação de cadáver e corrupção de menores. O crime teve ampla repercussão pela maneira fria com que o acusado confesso agiu. Josinei, que conhecia os hábitos do ancião, entrou à noite na residência de Mário Ivo, no bairro Infraero I. Esperou que o ancião acordasse e incontinenti o matou por volta das 5h30min.

Ajudado por uma menina de 14 anos, que o acompanhava na hora do crime, Josinei Ferreira Miranda pegou o carro da vítima, alojou o corpo no porta malas e nele saiu da residência. Os dois, que seriam namorados, passaram a manhã toda circulando no veículo em Macapá. Chegaram inclusive a dar duas caronas com o corpo de Mário Ivo Sampaio no porta malas.

No começo da tarde o casal se dirigiu a Mazagão, distante 32 quilômetros de Macapá, onde enterrou o cadáver numa cova rasa em local ermo próximo ao rio Ajudante.

O corpo só foi encontrado e desenterrado cinco dias depois, após a prisão de Josinei e a menor de idade, os quais confessaram o crime, e de forma fria e dissimulada narraram como deram fim à vítima, contando também onde o cadáver estava.

O assassinato teria sido cometido por vingança. O acusado Josinei Ferreira Miranda, conforme depoimento que ele deu na polícia, nutria raiva de Mário Ivo Sampaio em virtude desse o ter chamado de ladrão, em novembro de 2013. Josinei, na ocasião, era motorista do octogenário e havia passado três dias sumido com o carro do patrão.

Nora da vítima teria sido mandante do crime, apurou polícia

Uma outra versão sobre o caso intensificou a repercussão do homicídio. Josinei teria cometido o crime a mando da nora de Mário Ivo, Edilene da Silva Trindade, 34 anos, por vingança, em virtude dela ter sido pressionada pelo sogro a confessar adultério que teria praticado contra o filho da vítima, Francisco Ivo Portela. Edilene chegou a ser presa e ouvida, além de ter prisão solicitada pela Polícia Civil, mas negada pela Justiça.

 
Compartilhe:

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *