Polícia

Médico, de 33 anos, morre após colisão entre picape e caminhão na BR-210

O médico Richardson Alex de Moura Oliveira, de 33 anos, morreu preso às ferragens de uma picape que ele dirigia na manhã deste sábado (11) na BR-210, entre Porto Grande e Macapá

Compartilhe:

Elden Carlos
Editor

 

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) identificou como Richardson Alex de Moura Oliveira, de 33 anos, o médico que morreu preso às ferragens de uma picape que ele dirigia na manhã deste sábado (11) e que colidiu frontalmente com um caminhão na altura do quilômetro 52 da BR-210, entre os municípios de Macapá e Porto Grande.

Ainda não se sabe a dinâmica do acidente e nem o sentido em que ambos os veículos trafegavam. O médico estava lotado no município de Amapá, distante cerca de 300 quilômetros da capital, onde atuava pelo programa Mais Médicos Pelo Brasil, desde outubro de 2019, e vinha realizando o enfrentamento à Covid-19 no município.

A informação foi confirmada pela Prefeitura de Amapá. Com a batida os dois veículos saíram da pista. Uma unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada e constatou o óbito no local.

O corpo foi removido para o Departamento de Medicina Legal (DML) da Polícia Técnico-Científica (Politec) para ser necropsiado. O motorista do caminhão foi encaminhado para o Centro Integrado em Operações de Segurança Pública (Ciosp) Pacoval, para prestar esclarecimentos.

 

Imagens: Divulgação

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *