Última hora Polícia Política Cidades Esporte
Polícia

Operação Hórus- Maio Laranja, em Oiapoque, identifica adolescente em situação vulnerável

A região é foco da ação devido ao preocupante número de casos de exploração infantil verificados nas áreas transfronteiriças.


Com ações de conscientização, orientação e prevenção aos crimes sexuais contra crianças e adolescentes, a campanha “Maio Laranja”, coordenada pelo Tribunal de Justiça do Amapá chegou a Oiapoque, município da fronteira do norte do Brasil que faz limite com a Guiana Francesa, na última quinta-feira (12).

E já no primeiro dia da campanha, através de denúncia, a Polícia Civil durante abordagem da Operação Hórus- Maio Laranja, identificou a presença de uma adolescente de 15 anos em situação de vulnerabilidade, que foi levada à delegacia juntamente com seus familiares. Durante a ação, também foi apreendida uma porção de substância entorpecente, celulares e uma quantia em dinheiro. Os suspeitos apreendidos com o material foram presos.

Em sua segunda edição, e com o tema “Viva Sem Violência! Proteja-se!”, a campanha conta com uma rede de apoiadores, entre órgãos públicos, entidades civis e autoridades policiais brasileiras. Dessa forma, para desenvolver as atividades em conjunto, a titular da 2ª Vara da Comarca de Oiapoque, juíza Simone dos Santos, e o titular da delegacia de Oiapoque, o delegado Charles Corrêa, se reuniram para alinhar mais tratativas das ações.

Para a juíza Simone dos Santos, a “Maio Laranja”, que iniciou em Macapá, já conta com importantes parceiros, entre eles, Ministério Público, Polícia Federal, Defensoria Pública, Polícia Civil do Estado, entre outros.“Da capital Macapá até Oiapoque, estamos em uma grande mobilização no enfrentamento ao abuso e exploração sexual infantojuvenil. Durante todo mês de maio e ao longo do ano teremos ações para combater esses crimes cometidos contra crianças e adolescentes”, explicou a magistrada.

 

Fronteira
A região é foco da ação devido ao preocupante número de casos de exploração infantil verificados nas áreas transfronteiriças. As ações de divulgação e fiscalização se estenderão durante todo o fim de semana na fronteira do Brasil com a Guiana Francesa para conscientizar um maior número de pessoas quanto à campanha e medidas de prevenção e combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes.

 

Denúncias
O disque 100 é gratuito e funciona todos os dias da semana, por 24h, inclusive sábados, domingos e feriados. A denúncia pode ser feita também na Polícia Militar, pelo número 190, ou Polícia Rodoviária Federal (PRF), pelo 191.


Comente