Polícia

PF mira ex-secretário parlamentar da Câmara de Santana na terceira fase da Operação Ex Tunc

São cumpridos três mandados de prisão preventiva e três de busca e apreensão. Entre os alvos está um ex-secretário parlamentar do gabinete da Presidência da Câmara de Santana.

Compartilhe:

A Polícia Federal (PF) cumpre três mandados de prisão preventiva e três mandados de busca e apreensão na manhã desta terça-feira (16) durante a terceira fase da Operação ‘Ex Tunc’, que tem o objetivo de desarticular uma organização criminosa que vinha praticando fraudes ao benefício de auxílio-reclusão no Amapá. os mandados são cumpridos nos municípios de Macapá e Santana, distante 17 quilômetros da capital.


Segundo a PF, a ação, que resulta de trabalho conjunto com o Ministério Público Federal (MPF) e com a Coordenação Geral de Inteligência Previdenciária (COINP), é um desdobramento da segunda fase da operação, deflagrada em maio deste ano. As ordens foram expedidas pela 4ª Vara da Justiça Federal no Amapá.
Além dos mandados, a justiça ainda determinou medidas de sequestro e indisponibilidade de valores e de bens móveis e imóveis. A Polícia Federal diz que nesta fase, com o avanço das investigações, se identificou as participações de três prováveis integrantes da organização criminosa, entre eles um ex-secretário parlamentar do gabinete da presidência da Câmara Municipal de Santana. Ele não teve o nome divulgado.


Os investigados poderão responder, na medida das suas responsabilidades, pelos crimes de estelionato majorado contra o INSS, falsificação e uso de documentos falsos, organização criminosa, dentre outros que poderão ser identificados no decorrer das investigações. Se condenados, poderão cumprir pena de até 21 anos de reclusão.

 

Reportagem: Elden Carlos

Imagens: Divulgação PF

 

 

 

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *