Polícia

Polícia Civil prende 7 foragidos na Operação Independência

Operação foi deflagrada na manhã desta quinta-feira (6) para cumprir 9 mandados de prisões preventivas na capital. Sete alvos foram localizados. Entre os presos está uma mulher.

Compartilhe:

A Polícia Civil deflagrou a Operação Independência na manhã desta quinta-feira (6) em vários bairros da capital, Macapá, para dar cumprimento a 9 mandados de prisão preventivas contra pessoas envolvidas em crimes de roubo qualificado, violência doméstica, falsificação de documentos, tentativa de homicídio e até mesmo embriagues ao volante.

 

A operação foi coordenada pelo Núcleo de Operações Inteligência (NOI) com apoio da Divisão de Capturas da Delegacia Especializada em Crimes Contra o Patrimônio (DECCP). De acordo com o delegado Alan Moutinho, do total de mandados, 7 foram cumpridos até o final da manhã.

 

“Entre os presos está um foragido da polícia paraense. Esse homem responde pelo crime de roubo qualificado no Pará e existe a possibilidade de que ele estivesse cometendo o mesmo crime no Amapá. É um trabalho conjunto que busca dar cumprimento ao que determina a justiça. O resultado foi extremamente positivo”, disse o delegado Alan Moutinho.

O delegado lembrou que esse tipo de operação resultou, no primeiro quadrimestre de 2018, na captura de mais de 250 pessoas consideradas foragidas pela justiça. “É importante lembrar que muitos desses presos estão em plena ‘atividade’, ou seja, roubando, traficando e até mesmo participando de homicídio. Então, são dados positivos”, reforçou.

O delegado Fábio Araújo disse que novas operações serão executadas até o final do ano. “Além da parte investigativa, atuamos como braço forte da justiça, já que temos o mister de polícia judiciária. Existem centenas de mandados de prisões em aberto, então, assim que acionados, saímos para cumpri-los. Outras operações serão programadas para garantir  à aplicação da lei e manutenção da ordem”, concluiu.

 

Os sete presos na Operação Independência foram levados para o Centro Integrado em Operações de Segurança Pública (Ciosp) Pacoval. Após serem interrogados eles passaram por exame de corpo delito na Polícia Técnico-Científica (Politec) e seguiram para o Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen). Entre os presos estava uma mulher.

Reportagem: Elden Carlos e Jair Zemberg
Fotos: Jair Zemberg

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *