Polícia

Polícia investiga violação de túmulo e carbonização de cadáver

Caso ocorreu na manhã de domingo (9) no cemitério de São José, zona sul de Macapá. Cadáver foi retirado do túmulo e carbonizado.

Compartilhe:

A Polícia Civil vai investigar a violação do túmulo de Carmem Lúcia Raiol de Jesus, de 57 anos, cujo cadáver foi retirado da sepultura e incendiado na madrugada de domingo (9) na Quadra 3-A do cemitério de São José, na zona sul de Macapá.

A mulher havia sido sepultada na quinta-feira (6). Pessoas que foram ao cemitério na manhã de domingo se depararam com a cena macabra. Apenas parte do rosto não foi consumido pelas chamas. A direção acionou os familiares que ficaram indignados.

“Assim que tomamos conhecimento do caso acionamos as forças de segurança e a família. É lamentável que um fato como esse ocorra. Estamos indignados, mas já tomando as providências necessárias”, disse o secretário de Manutenção Urbanística da Prefeitura de Macapá, Augusto Almeida, que administra o cemitério.

A Guarda Civil Municipal, Polícia Militar e Polícia Civil estiveram no cemitério. A Polícia Técnico-Científica (Politec) fez a remoção dos restos mortais para nova necropsia. Um novo funeral já foi garantido pelo município.

Novo caso
O caso de Carmem Lúcia ocorre após outro lamentável episódio. Em janeiro deste ano o túmulo da cabo da PM, Emily Carine, foi violado e o corpo vilipendiado. Até hoje nenhum dos criminosos foi identificado.

Em relação ao caso de Carmem Lúcia, informações falsas e desencontradas indignaram ainda mais os familiares. “Chegaram a dizer que isso teria ocorrido porque pessoas da nossa família tinham envolvimento com traficantes e seria um aviso. Outras mensagens nas redes sociais davam conta de que era uma briga de família. Queremos deixar claro que não existiu nada disso. Além de todo esse constrangimento que passamos com essa situação, pessoas desumanas ainda fazem isso. Queremos que respeitem nossa dor. Nós [família] entendemos que isso foi um ritual de magia negra. Esperamos que as autoridades possam dar uma resposta e que isso não fique impune”, desabafou um dos filhos da Carmem Lúcia durante entrevista do Diário.

Reportagem e fotos: Jair Zemberg
Texto: Elden Carlos

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *