Polícia

Polícia investiga latrocínio de policial rodoviário aposentado

Crime ocorreu na noite de sábado (8) na Ilha de Santana. Bandidos fugiram levando três armas de fogo, munições e câmeras de segurança. Caso é investigado como latrocínio

Compartilhe:

A Polícia Civil investiga o assassinato do policial rodoviário federal aposentado Rubens Silva de Menezes, de 72 anos, morto com um tiro no rosto na noite de sábado (8) no interior da residência onde ele morava, na Ilha de Santana. O crime é investigado como latrocínio, já que os assassinos fugiram levando uma espingarda calibre 12, um rifle calibre 222 e um revólver calibre 38, além das câmeras de segurança e o aparelho de armazenamento de imagens.

A polícia recebeu a ocorrência por volta de 21h40. A informação inicial era de disparo de arma de fogo. Quando os policiais chegaram ao imóvel, encontraram Menezes caído de lado sobre a cama.

Vizinhos que ouviram o disparo disseram ter visto dois homens correndo e que durante a fuga eles ainda chegaram a efetuar mais dois tiros para tentar impedir qualquer tentativa de aproximação. Um terceiro homem esperava os criminosos em uma catraia.

O policial rodoviário aposentado realizava ações sociais na Ilha de Santana e era bastante conhecido. A polícia tem certeza de que os criminosos sabiam que ele guardava o armamento em casa.

Uma força-tarefa foi montada para tentar localizar os criminosos. O corpo de Menezes foi removido para o Departamento de Medicina Legal (DML) da Polícia Técnico-Científica (Politec) para ser necropsiado.

Até a manhã desta segunda-feira (10) nenhum dos bandidos havia sido preso. Menezes ingressou na Polícia Rodoviária Federal (PRF) em setembro de 1974 e se aposentou em junho de 2003.

Reportagem e fotos: Jair Zemberg
Texto: Elden Carlos

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *