Política Nacional

Guedes diz que intenção é economizar R$ 1 trilhão em dez anos com reforma da Previdência

Em 2018, déficit da Previdência atingiu R$ 290 bilhões.

Compartilhe:

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que a intenção da equipe econômica é obter uma economia de R$ 1 trilhão em dez anos com a proposta de reforma da Previdência a ser encaminhada pelo governo ao Congresso Nacional.

Segundo ele, que concedeu entrevista no ministério após receber a visita do presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), também há simulações de uma economia de R$ 1 trilhão em 15 anos. Em 2018, o déficit da Previdência bateu recorde e alcançou R$ 290 bilhões, segundo números do governo.

“A ideia é que chegue a R$ 1 trilhão [de economia] em dez anos. Há simulações em que é R$ 1 trilhão em 15 anos. Isso é o que está sendo calibrado. O importante é que tenha potência fiscal [de economia de recursos] para resolver o problema, que se inaugure um período novo para a Previdência”, declarou o ministro.

Ele afirmou que, pelas propostas em estudo, o Brasil terá um novo regime trabalhista e previdenciário. “Tem várias possibilidades”, afirmou. Segundo ele, o desafio é “salvar” a previdência antiga e também impedir o que classificou de “mecanismo perverso” de transferência de renda dos pobres para os ricos – o que, segundo ele, acontece atualmente. “[Queremos] salvar as futuras gerações dessa armadilha, de um sistema que piora desigualdades e destrói empregos em massa. A reforma é uma construção democrática nossa”.

Para ele, o atual sistema previdenciário brasileiro é uma “fábrica de desigualdades”, no qual os pobres, em sua grande maioria, se aposentam por idade, aos 65 anos, e com benefícios menores, geralmente com um salário mínimo, enquanto que os mais ricos se aposentam mais cedo e ganhando bem mais.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *