Política Nacional

Ministério da Saúde libera R$ 6,6 bi para compra de 100 milhões de doses da vacina da Pfizer

Segundo governo, expectativa é que doses comecem a chegar ao país ainda em 2021. Até agora, 15% da população foi vacinada contra Covid

Compartilhe:

O Ministério da Saúde liberou nesta quinta (6) R$ 6,6 bilhões para a compra de 100 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 produzida pela farmacêutica Pfizer e a empresa de biotecnologia BioNTech. A medida foi publicada em edição extra do “Diário Oficial da União”.

 

Agora, com a liberação, a próxima etapa é a assinatura do contrato de compra entre o ministério e as empresas. O Brasil já havia comprado 100 milhões de doses da vacina da Pfizer, em distribuição no país.

 

Segundo o consórcio de veículos de imprensa, com base em dados das secretarias estaduais de Saúde, 15,7% da população brasileira foi vacinada contra a Covid até as 20h16 desta quarta (5).

 

CPI da Covid

Ao prestar depoimento nesta quinta-feira à CPI da Covid, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou o novo contrato com a Pfizer. Ele também disse que a campanha de vacinação é fundamental para controlar a pandemia.

 

Integrantes da CPI têm cobrado o governo pelo atraso na aquisição de vacinas.

 

Uma das linhas de investigação é justamente apurar se houve negligência por parte do governo Jair Bolsonaro na compra de imunizantes para a população.

 

“Em relação à Pfizer, foi feito um contrato de 100 milhões de doses da Pfizer, e nós conseguimos uma antecipação dessas doses, e estamos aqui – já adianto para vossa excelência – na iminência de fechar um novo acordo com a Pfizer de 100 milhões de doses, que já está só nas finalizações legais, então, o que seria um aporte adicional muito importante para o nosso programa de vacinação”, disse Queiroga.

 

De acordo com o Ministério da Saúde, é expectativa é que os 100 milhões de doses da vacina comecem a chegar ao Brasil ainda neste ano.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *