Política Nacional

PF faz operação para investigar a Odebrecht e pessoas ligadas a Lula

Ex-presidente não é alvo direto das diligências feitas em SP e no RJ.

Compartilhe:

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta sexta-feira (20) uma operação batizada de Janus que investiga contratos da construtora Odebrecht com o empresário Taiguara Rodrigues dos Santos, sobrinho da primeira mulher do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silvae um dos sócios da empresa de construção civil de Santos (SP) Exergia Brasil.

Lula não é foco direto das diligências realizadas pelos policiais federais em São Paulo, em Santos e no Rio de Janeiro, mas é citado nas investigações. O Ministério Público Federal (MPF) afirma que a operação apura se Lula praticou tráfico internacional de influência em favor da Odebrechte facilitou ou agilizou a tramitação de financiamentos de interesse da empreiteira junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

A Operação Janus é um desdobramento do inquérito aberto em julho de 2015, a pedido da Procuradoria da República no Distrito Federal, para apurar suposto tráfico de influência internacional do ex-presidente. Os investigados na operação são suspeitos de terem cometido crimes de tráfico de influência e lavagem de dinheiro, informou a assessoria da PF.

Eram alvos das investigações viagens internacionais feitas por Lula que teriam sido bancadas pela Odebrecht. Entre os países visitados pelo petista com patrocínio da maior construtora brasileira estão Cuba, República Dominicana, Gana e Angola.

A assessoria do MPF informou que o alvo do inquérito do ano passado foi ampliado e, além desses países, são apuradas suspeitas de irregularidades em outros financiamentos concedidos pelo BNDES a Odebrecht para obras no exterior. São investigados os empréstimos destinados à construção do Porto de Mariel, em Cuba; do Metrô de Caracas, na Venezuela, além de algumas obras no Panamá.

Mandados
Responsável pelo processo, o juiz Vallisney Souza de Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília, expediu quatro mandados de busca e apreensão e dois de condução coercitiva – quando a pessoa é obrigada a ir depor.

 
Compartilhe:

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *