Última hora Polícia Política Cidades Esporte
Política

EUA, Bolívia, Índia e Emirados Árabes identificam potenciais para investir no Amapá

Agência de Desenvolvimento Econômico do Estado participa do Brasil Investment Forum 2022 em São Paulo e suscita curiosidade do mercado.


Cleber Barbosa
Da Redação

A coordenadora técnica de atração de investimento Tânia Murici, da Agência de Desenvolvimento Econômico do Amapá, foi ao rádio nesta terça-feira (21) falar sobre como as potencialidades do Amapá chamaram a atenção de investidores de países como Estados Unidos, Bolívia, Índia e Emirados Árabes durante o Brasil Investment Forum 2022, que ocorreu na semana passada, em São Paulo. É a 5ª vez que o estado participa do evento, considerado a maior vitrine de atração de investimentos da América Latina.

O Brasil Investment Forum 2022 é organizado pela ApexBrasil, Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e Governo Federal, para apresentar oportunidades de investimentos e destacar a evolução do ambiente de negócios do país.

Nos dois dias de evento, o estande do Governo do Amapá chamou a atenção, também, de investidores de outros estados brasileiros como Amazonas, Rio de Janeiro, Roraima, Pernambuco, Paraíba e Tocantins. Foram 48 visitas e 8 atendimentos.
As áreas em destaque no estande do Amapá, são: localização estratégica; Área de Livre Comércio, que garante redução de Imposto sobre Importação; Programa de Integração Social (PIS); Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Confins); Imposto sobre Circulação de Mercadorias (ICMS); Zona Franca Verde, que possibilita as transações de exportação com redução e isenção de impostos e, ainda, o corredor de importação que possui a redução de 1% de ICMS.

Essa é a 5ª edição que o Amapá está presente, representado pela Agência de Desenvolvimento Econômico, que é quem coordena a pasta de relações exteriores do Estado. De acordo com o diretor-presidente da instituição, Joselito Abrantes, o estande do Amapá é sempre bem visitado devido às potencialidades locais.

“A localização geográfica do Amapá em relação a importantes mercados europeus, bem como os incentivos fiscais de termos uma Área de Livre Comércio, uma Zona de Processamento de Exportação e a Zona Franca Verde são alguns desses diferenciais”, disse a coordenadora.
Participam do evento todas as unidades da federação brasileira.


Comente