Última hora Polícia Política Cidades Esporte
Diário Destaque

Furlan nega que partido possa declarar apoio à candidatura de Clécio ao Governo do Amapá

Prefeito de Macapá emite nota como presidente do Diretório do Cidadania no estado para contestar a informação de uma suposta aliança com o ex-prefeito.


Cleber Barbosa
Da Redação

 

O prefeito de Macapá, Dr. Furlan, que também é o presidente regional do partido Cidadania, manifestou-se nesta quinta-feira (02), por meio de uma nota pública, para rechaçar a informação de que a legenda poderia declarar apoio à pré-candidatura do ex-prefeito Clécio Luís do Governo do Estado.

 

Por meio do documento, ele disse que o Cidadania Amapá manifestava interesse em esclarecer que não procede a informação de que o partido irá apoiar a pré-candidatura de Clécio Luis Vieira ao cargo de governador do Estado do Amapá, no pleito eleitoral de 2022. “Em nenhum momento houve tratativa com o pré-candidato e a direção estadual do partido”, pondera Furlan.

 

Ainda de acordo com a manifestação, o Cidadania informou que de acordo com o que rege o Estatudo da Federação PSDB-CIDADANIA, a presidência do colegiado estadual será exercida pelo partido político federado ao qual pertença o governador, o senador, o prefeito da capital, o deputado federal ou ao partido que tenha tido a maior votação total para deputado federal e prefeito, nos respectivos pleitos anteriores, respeitada essa ordem.

 

Segundo Antônio Furlan, no Amapá, o colegiado estadual da Federação PSDB-CIDADANIA, tem em sua maioria, membros do Cidadania, com 65% das indicações.

 

Por fim, o prefeito esclareceu que PSDB e Cidadania estão intimamente ligados às políticas públicas que colocaram o país nos trilhos do desenvolvimento econômico, justiça social e da melhoria da qualidade de vida do povo brasileiro. “Ao Amapá não cabe mais retrocessos políticos, institucionais e sociais”, encerra Furlan.


Comente