Política

Mesmo barrado pelo TRE-AP, Roberto Góes prossegue campanha para reeleição

Advogada do deputado federal afirma que indeferimento do registro do candidato não suspende a sua campanha e descarta substituição dele na Chapa.

Compartilhe:

Em entrevista concedida com exclusividade ao programa LuizMeloEntrevista (DiárioFM 90,9) a advogada Glaucia Oliveira descartou a possibilidade de Roberto Góes ser substituído pelo irmão dele, Claudio Góes, na coligação liderada pelo PDT para a disputa de uma vaga de deputado federal, conforme informações veiculadas em um blog da internet. Essa substituição ocorreria por causa do indeferimento do registro de candidatura de Góes pelo Pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/AP) por causa de vedação imposta pela Lei da Ficha Limpa.

 

Conforme explicou a advogada, a decisão do TRE não tem o condão de tirar Roberto Góes da disputa, porque ainda cabem recursos ao próprio Tribunal (Embargos de Declaração) para elucidas pontos obscuros, omissão ou obscuridade no Acórdão (decisão), que mesmo no caso de não ser aceito pelo Tribunal local, ainda será julgado posteriormente pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ela acredita na reforma da decisão em Brasília, tendo como base principalmente o placar apertado de 3 a 2 pelo indeferimento.

 

“Essa história (de substituição de Góes pelo irmão) foi publicada no blog e não sei de onde surgiu, mas não procede. A gente está entrando com direito de resposta e quero esclarecer que o Roberto Góes continua candidato e em nenhum momento foi cogitada a sua substituição; isso não é verdade; a própria lei eleitoral diz que ele pode participar de todos os atos de campanha, como acontece com o presidente Lula, por exemplo, se ele pode, e pode, por que nós não podemos? A gente estás muito tranqüila que vamos reverter essa situação”, previu.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *