Última Hora

Trabalhadores do transporte escolar ameaçam suspender serviço

Sindicato da categoria afirma que se governo não atualizar pagamento, serviço de transporte escolar será suspenso por tempo indeterminado a partir da próxima semana.

Compartilhe:

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Escolar do Amapá, Albertina Lopes, afirmou nesta quinta-feira, 17, à rádio Diário FM, que na próxima semana o serviço de transporte escolar poderá ser suspenso em todo o estado, caso o governo não atualize o pagamento dos trabalhadores referente ao mês de janeiro.

“Houve a promessa de que o ano letivo iniciaria com esse pagamento atualizado, mas não é o que está ocorrendo. Na quarta-feira, 16, conversamos com o secretário Joselito Abrantes, e ele afirmou que não havia previsão desse valor ser atualizado em razão da redução de repasses ao governo. Não sabemos se o governador tem conhecimento dessa situação, mas o fato é que se nada for resolvido, na próxima semana iremos paralisar o serviço por tempo indeterminado”, afirmou.

Ainda de acordo com Albertina, sem esse pagamento fica inviável fazer a manutenção dos veículos, colocando em risco a vida dos alunos e trabalhadores. Ela também denunciou a retirada de transportes que já operam em várias regiões há mais de uma década.

“Na comunidade do Corre Água, por exemplo, retiraram o transporte escolar de um senhor que é nativo da comunidade e que realiza o serviço há 16 anos. No lugar dele foi colocada uma pessoa que é do município de Santana. Estamos vendo isso como atos literalmente políticos”, denunciou.

A presidente do sindicato encerrou afirmando que a cooperativa dos trabalhadores do transporte escolar recebe, mensalmente, o valor na ordem de R$ 2,8 milhões. Atualmente existem 884 transportes (carros e embarcações) que realizam o transporte de alunos, principalmente, nas zonas rurais dos 16 municípios do Amapá.

 
Compartilhe:

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *