Última hora Polícia Política Cidades Esporte

Publicidade
Última Hora

Vereadores decidem pelo afastamento do prefeito de Oiapoque

‘Zé do Posto’ teria firmado contratos com a própria empresa



 

A Câmara Municipal de Oiapoque decidiu nessa sexta-feira, 27, pelo afastamento do prefeito Miguel Caetano (PSB), conhecido como ‘Zé do Posto’. A decisão pelo afastamento foi tomada após análise do relatório preliminar de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigou contratos firmados pela prefeitura de Oiapoque com empresas da cidade, de acordo com o vereador Ivaldo Feitosa, do PDT. A reportagem tentou entrar em contato com o prefeito, através de telefone, mas não houve retorno da ligação até o fechamento desta edição.

Segundo o vereador, os documentos serão entregues ao Ministério Público (MP) do Amapá e o afastamento do prefeito é por 90 dias ou enquanto finalizar a investigação da Câmara Municipal e do MP. No lugar do pessebista assume a vice-prefeita Maria da Luz, do PT.

A investigação preliminar da Câmara Municipal de Oiapoque teria apontado diversas irregularidades, entre elas, supostas celebrações de contratos entre a prefeitura e postos de gasolina de propriedade de Miguel Caetano.

Contatada pela reportagem, a vereadora Angelina Neta, que é do mesmo partido do prefeito, mas que votou pelo afastamento, não quis fornecer maiores detalhes sobre os fundamentos da decisão. Segundo ela, “trata-se de uma situação muito delicada e que não pode ser detalhada por telefone”, informando que na próxima segunda-feira estará em Macapá, ocasião em que poderá falar com a imprensa.

O prefeito afastado está no primeiro mandato, tendo sido eleito em 2012 com 47,88% dos votos, correspondendo a 5.310 eleitores, pela coligação Frente Democrática. Na declaração de bens, Miguel Caetano registrou a propriedade de dois postos de gasolina no município.


Comente