Falei


Tá. Só mais um desabafo. O navio Comandante Solon, que a gente mostrou há duas semanas, agora foi parar na Globo, como exemplo do descaso com o dinheiro público. E um patrimônio histórico.


Inércia


Outra coisa é a lerdeza do poder público para debelar a onda de invasões. Se não dá para construir casas ou apartamentos, vamos lotear e entregar para quem precisa! Ficam empurrando com a barriga!


Cabeça


Mas o nosso Amapá velho de guerra tem lá essas coisas, tudo custa muito pra sair. Quando sai! E lá se vai o aeroporto, píer Santa Inês, Centro de Convenções, Hospital do Câncer, creches, shopping popular. E mais!


Base


Um engenheiro ouvido pela coluna disse achar muito estranho que em certo trecho da obra simplesmente foi jogado aterro, seixo e areia sobre uma camada antiga de asfalto. E depois nova “capa” sobre tudo.


Desperdício


Moradores da zona norte de Macapá querem entender como a empresa responsável pela duplicação da BR 210 até o Km 9 fizeram o planejamento da obra. Toda semana é um tal de quebra o que já foi pavimentado, refaz, estica e encolhe. E haja dinheiro!


Treinamento


Senai realizou a entrega de certificados dos cursos de qualificação para funcionários que trabalham na administração do Garden Shopping. Os cursos de Power Point, Excel Básico e Avançado, com carga horária de 20 a 60 horas, foram ministrados na Unidade Móvel de Informática.


Só rindo


Caiu na rede e virou meme o bate-boca entre o ministro Eduardo Braga e o senador Ronaldo Caiado, durante reunião de uma comissão do Senado. Para não quebrar o decoro, os xingamentos são precedidos pelo pronome de tratamento correto: “Vossa excelência é um safado”. O outro: “Vossa excelência é bandido”. 


Onde ir


A operadora CVC lista os dez destinos turísticos no exterior onde o Real é mais valorizado. Na contramão dos países dolarizados, alguns destinos turísticos no exterior oferecem vantagens aos brasileiros, visto que o Real é mais valorizado que a moeda local. Saiba quais no Blog do Cleber Barbosa.


Implodiu


No último dia da operação, ontem, ainda foi estourada uma pista de pouso clandestina em Calçoene. Era no garimpo do Lourenço, mas suspeota-se que sua existência favorecia o tráfico internacional, claro.


Refugiados


A Marinha interceptou no Rio Oiapoque 53 passageiros que vinham do Oiapoque-AP com destino à Guiana Francesa. Dentre os passageiros estavam 11 brasileiros, 38 haitianos, 3 senegaleses e 1 colombiano.