Polícia

Homens são presos em esquema criminoso no Detran-AP

Suspeitos falsificaram uma procuração para tentar retirar um carro apreendido que estava no pátio do órgão

Compartilhe:

Elden Carlos

Editoria de Polícia

 

Três homens suspeitos de envolvimento em um esquema criminoso para retirar um veículo apreendido do pátio do Departamento Estadual de Trânsito do Amapá (Detran-AP) foram presos na quinta-feira (16) após uma investigação do setor de inteligência do órgão.

De acordo com o sargento Pascoal, que apurou o caso, Handal Monteiro, de 23 anos, tentou retirar o veículo usando uma procuração falsa. O documento teria sido obtido pelo contador e vizinho do jovem, Vilson do Carmo Matos, de 50 anos, para quem Handal pagou R$ 500 para ter a procuração.

“O jovem comprou um veículo por R$ 7 mil, mas a vendedora foi embora de Macapá sem fazer qualquer tipo de transferência. Como ela desapareceu, e o carro foi apreendido por restrições legais, ele resolveu forjar a procuração. O contador acionou um homem identificado como Gilberto Alves Dias, de 43 anos, que foi o responsável pela confecção desse documento. Porém, a procuração era grosseira e identificamos isso de imediato, realizando as prisões. Outras duas pessoas foram arroladas como testemunhas por colaborarem com as investigações”, revelou o sargento Pascoal.

O policial disse ainda que no ano passado houve casos semelhantes, resultando nas prisões dos envolvidos. “Em um dos casos o elemento tentou retirar o veículo usando uma procuração em nome de uma pessoa que inclusive já estava morta. Temos equipamentos para detectar essas fraudes e pessoal treinado”, concluiu.

Os homens presos foram encaminhados ao Centro Integrado em Operações de Segurança Pública (Ciosp) Pacoval, para medidas legais. Eles responderão por crimes como falsidade ideológica e falsificação de documento público, dentre outros, segundo a polícia.

Reportagem e fotos: Jair Zemberg

 
Compartilhe:

Tópicos: