Polícia

Taxista é morto ao esfaquear sargento da PM em Oiapoque

Policial tentava impedir que taxista entrasse armado em uma boate quando foi agredido

Compartilhe:

O taxista Márcio Rodrigues, de 26 anos, foi morto à bala na madrugada de domingo (19) no município fronteiriço de Oiapoque, distante 590 quilômetros da capital, Macapá, durante uma festa que ocorria em uma boate às margens da BR-156.

Os disparos que ceifaram a vida do taxista foram feitos pelo sargento da Polícia Militar (PM), Rutenício José Viana, integrante do 12º Batalhão de Polícia Militar (12º BPM) que estava de folga. Segundo testemunhas, por volta de 4h o taxista teria se envolvido em uma discussão dentro da sede onde ele estava bebendo.

Os seguranças levaram Márcio Rodrigues para fora. Ele teria deixado o local, mas voltou minutos depois armado com uma faca. O sargento tentou evitar um confronto, mas o taxista teria investido contra ele. O policial chegou a efetuar disparos contra o chão para tentar dispersar o homem armado, mas Márcio desferiu duas facadas contra o militar que disparou contra o corpo do taxista.

O sargento e o homem alvejado foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros e encaminhados ao hospital de Oiapoque, mas Márcio acabou não resistindo aos ferimentos e morreu. O policial se apresentou na delegacia tão logo recebeu alta médica. O corpo do taxista foi removido para a Polícia Técnico Científica (Politec) para ser necropsiado.

 
Compartilhe:

Tópicos: