Polícia

Ônibus pega fogo no centro de Macapá; chamas atingiram rede elétrica

Sinistro destruiu ônibus da linha Macapá/Santana. Chamas atingiram rede de alta tensão e alimentador, deixando parte do Centro de Macapá sem energia. Não houve feridos.

Compartilhe:

Elden Carlos
Da Redação

Uma pane elétrica destruiu na tarde desta terça-feira (5) um ônibus da empresa Viação Macapá, que faz a linha intermunicipal Macapá/Santana. O veículo havia parado em um abrigo de passageiros localizado em frente à Assembleia de Deus, na rua Tiradentes, Centro.
Segundo os próprios passageiros, o veículo apresentou problemas na saída. “Ouvimos alguns barulhos vindos da parte da frente do ônibus e a fumaça em seguida. Ouve correria e as portas foram abertas para podermos sair. Logo as chamas surgiram rapidamente e o carro foi completamente destruído”, disse a estudante Ana Flávia Costa, de 18 anos.
As labaredas atingiram a rede de alta tensão e o alimentador que explodiu. As explosões provocaram uma correria e gritos de desespero. Cerca de 5 minutos depois as viaturas do Corpo de Bombeiros avançaram pelo trânsito que ficou caótico e iniciaram o combate às chamas.

O fogo foi debelado e os bombeiros iniciaram o trabalho de rescaldo do veículo sinistrado. Não houve registro de feridos. A Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) enviou várias equipes para o local, mas ainda não à previsão de restabelecimento da energia no perímetro atingido. Policiais do Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran) interditaram algumas vias para que as equipes possam trabalhar com segurança.
A empresa ainda não se pronunciou sobre o caso. “É pra isso que pagamos um absurdo de valor de passagem, pra andar nesses ônibus velhos que não oferecem nenhuma segurança. Outro dia os freios de um ônibus que peguei vindo de Santana falharam e por pouco não houve um acidente grave na rodovia JK. É preciso que as autoridades se mobilizem a partir desse sinistro para fiscalizar com mais rigor essas empresas. Não podemos deixar que ônibus ‘maquiados’ coloquem em risco a vida da população”, revelou a universitária Nathália Macedo, de 21 anos, que estava no ônibus e ajudou uma idosa a sair pela porta dos fundos.

 

 
Compartilhe:

Tópicos: