Conheça a viola caipira

Viola caipira, também conhecida como viola sertaneja, viola cabocla e viola brasileira, é um instrumento musical de cordas. Com suas variações, é popular principalmente no interior do Brasil, sendo um dos símbolos da música popular brasileira. Tem sua origem nas violas portuguesas, oriundas de instrumentos árabes como o alaúde. As violas são descendentes diretas da […]

Compartilhe:

Viola caipira, também conhecida como viola sertaneja, viola cabocla e viola brasileira, é um instrumento musical de cordas. Com suas variações, é popular principalmente no interior do Brasil, sendo um dos símbolos da música popular brasileira.

Tem sua origem nas violas portuguesas, oriundas de instrumentos árabes como o alaúde. As violas são descendentes diretas da guitarra latina, que, por sua vez, tem uma origem arábico-persa. As violas portuguesas chegaram ao Brasil trazidas por colonos portugueses de diversas regiões do país e passou a ser usada pelos jesuítas na catequese de indígenas. Mais tarde, os primeiros caboclos começaram a construir violas com madeiras toscas da terra. Era o início da viola caipira.

Existem várias denominações diferentes para Viola, utilizadas principalmente em cidades do interior: viola de pinho, viola caipira, viola sertaneja, viola de arame, viola nordestina, viola cabocla, viola cantadeira, viola de dez cordas, viola chorosa, viola de queluz, viola serena, viola brasileira, entre outras.

A viola caipira tem características muito semelhantes ao violão. Tanto no formato quanto na disposição das cordas e acústica, porém é um pouco menor. Existem diversos tipos de afinações para este instrumento, sendo utilizados de acordo com a preferência do violeiro. As mais conhecidas são Cebolão, Rio Abaixo, Boiadeira e Natural. É comum a utilização da afinação Paraguaçu pelos repentistas nordestinos, apesar de também ser encontrada na região do Vale do Paraíba.

A disposição das cordas da viola é bem específica: 10 cordas, dispostas em 5 pares. Os dois pares mais agudos são afinados na mesma nota e mesma altura, enquanto os demais pares são afinados na mesma nota, mas com diferença de alturas de uma oitava. Estes pares de cordas são tocados sempre juntos, como se fossem uma só corda.

Uma característica que destaca a viola dos demais instrumentos é que o ponteio da viola utiliza muito as cordas soltas, o que resulta um som forte e sem distorções, se bem afinada.

 

  • Positivo

Campanha “Acorda Laguinho, Amor. Respira Esse Novo Ar, lançada no sábado (21), em frente à sede de Boêmios do Laguinho, arrecadou mais de 8 mil reais. Esse recurso será para iniciar pagamento de dívida trabalhista, que resultou na penhora da sede da escola, mas assumida pelo fundador e presidente de honra, Francisco Lino da Silva. O valor total do débito é de 30 mil, dividido em cinco parcelas a serem pagas a cada quinto dia dos meses: outubro (10 mil), novembro ( 5 mil), dezembro (5 mil), janeiro (5 mil) e fevereiro (5 mil). As doações continuam.

 

  • Agenda

A agenda de lançamento do 1º disco solo de Enrico Di Miceli, “Todo Música”, já tem datas definidas: outubro – 10 em Belém (PA) e 19 em Caiena (Guiana Francesa), novembro – 29 em Macapá (AP), dezembro -14 em São Paulo (SP).
Pela internet o disco estará disponível nas plataformas de streaming (Deezer, iTunes e Spotfy). Os CDs estão sendo vendidos na Banca do Dorimar, esquina da av: Presidente Vargas com a rua Cândido Mendes – Centro – Macapá/AP).

 

  • Juventude

Ministério da Cidadania lançou o Edital #amorpeloBrasil que vai premiar 351 vídeos gravados pelo celular por jovens de 12 a 18 anos, em todo o país..
Cada um dos vencedores vai receber de R$ 3 mil a R$ 20 mil. As inscrições podem ser feitas até as 12h do dia 12 de novembro. (www.cultura.gov.br).

 

  • Brincar de Boi

O Grupo de Dança (Toada) Troup Tribal vai realizar o projeto “Vamos Brincar de Boi”, dia 4 de outubro, na Praça Chico Noé (Laguinho), a partir das 21h.
O convite é para todos os amantes da cultura popular. Haverá venda de bebidas e comidas típicas. Vamos valorizar.

 

  • Banzeiro

Neste sábado (28) o projeto Banzeiro do Brilho-de-Fogo estará no CEU das Artes (rua principal do Infraero 2 – Zona Norte), com o espetáculo “Um Banzeiro no Céu”, às 18h. Valorize o que é nosso.

 

  • Carnaval

Fundação Municipal de Cultura (Fumcult) está solicitando o nome da escola de samba e de sua atual presidência, para enviou de correspondência.
Até o fechamento dessa edição (12h), das dez escolas, apenas três agremiações tinham enviado: Piratas da Batucada, Piratas Estilizados e Emissários da Cegonha.

 

  • Campanha

A segunda programação da campanha “Acorda Laguinho, Amor. Respira Esse Novo Ar”, vai acontecer em outubro, ainda sem data definida.
O objetivo é angariar recursos para o pagamento de dívida trabalhista (30 mil) que levou a sede social de Boêmios do Laguinho à penhora. A iniciativa e coordenação partiram de Francisco Lino da Silva, que assumiu pagar a dívida em cinco parcelas.


 
Compartilhe: