Óbito

Venezuelano preso no Amapá com 1 kg de cocaína no estômago morreu na segunda (27) após 19 dias de internação no Hospital de Emergências.

Compartilhe:

Venezuelano preso no Amapá com 1 kg de cocaína no estômago morreu na segunda (27) após 19 dias de internação no Hospital de Emergências.

Cadeia
Homem denunciado por manter garota de 13 anos em cárcere para fins sexuais teve a prisão preventiva decretada em Oiapoque. Ele já teria uma condenação por estupro, segundo a polícia.

Sitiado
Bloco 25 da Quadra 12 do conjunto Macapaba II está tomado por traficantes e ladrões. É o que denunciam moradores. Famílias foram expulsas dos apartamentos e lugar está sitiado.

Queda
Falando em Macapaba, uma menina de 5 anos de idade caiu, ontem, do quarto andar do prédio em que mora com a família. Milagrosamente ela foi resgatada com vida e passava bem.

Chagas
Vigilância Sanitária faz uma intensa campanha para tentar combater a doença de Chagas. 15 casos já foram confirmados em Macapá e Santana.

Samaúma
Luau Samaúma reunirá mais de dez atrações nesta sexta-feira (31) no bairro Araxá. Evento ocorre em parceria entre a Prefeitura e Ministério Público do Estado.

Denúncia
Ministério Público denunciou o soldado Kássio Mangas pelo assassinato da companheira e cabo da PM, Emily Karine. Ele será levado à julgamento popular.

Atendimento
Com o tema ‘O guarda precisa estar bem para servir bem’, a Prefeitura de Macapá promove a semana Saúde do Guarda Municipal. Os agentes de segurança buscam exames de rotinas. Os serviços ocorrem até 30 de agosto.

Palestra
Ministério Público deu seguimento ao Projeto de “Prevenção à Corrupção MP vai à Escola”. A ação consistiu em palestra na Escola Estadual José Bonifácio, no Distrito do Curiau.

Clonagem
Agentes de fiscalização da CTMac identificaram veículo com placa clonada circulando na cidade. Foi aberto processo e encaminhado à Polícia Civil.

 

Rapidinhas

A Prefeitura de Macapá concluiu o 4º ciclo do Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa).

De acordo com a pesquisa, a capital foi classificada como baixo risco para a incidência do mosquito.

Com base nos resultados apontados, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) iniciou um cronograma de vistorias com a intensificação nos bairros que ainda foram encontrados criadouros do transmissor da dengue e da febre chikungunya.

O Departamento de Vigilância Ambiental iniciará as atividades nas zonas central, sul e norte, com ações de inspeção e eliminação de criadouros nos bairros Jesus de Nazaré, Perpétuo Socorro, Cidade Nova, Congós, Trem, Morada das Palmeira e Novo Horizonte.


 
Compartilhe: