Artigos

Amapá Sabor, evento de sucesso

Sugiro que o Amapá Sabor passe a constar do calendário turístico do Governo do Estado e da Prefeitura de Macapá.

Compartilhe:

Douglas Lima – Jornalista
Articulista

O Festival Gastronômico Amapá Sabor, realizado pela décima vez nesses dias 8, 9 e 10 passados, foi de uma grandeza ímpar capaz de colocá-lo entre os maiores acontecimentos congêneres do país.

Não é exagero. Durante o período milhares de pessoas prestigiaram o evento, fazendo do Amapá Sabor um sucesso de público, crítica e renda, além de empregos rapidamente temporários, bem como de pratos ofertados, adesão de municípios e variadas atrações.

Inteligentemente, o evento foi locado, mais uma vez, numa área onde a cidade de Macapá começou, ainda com a denominação de vila – em frente à Igrejinha de São José, o primeiro monumento aqui construído.

Como se não bastasse, a pequena e charmosa avenida Mário Cruz, entre a também tradicional praça Veiga Cabral e o Teatro das Bacabeiras, serviu de leito para os stands dos mais de 20 estabelecimentos que integraram o Festival.

Outro atrativo do Amapá Sabor foi a música regional, que como a gastronomia tucuju, tem o seu jeito próprio de ser com o condão de agradar não só os daqui como os de acolá e alhures.

O Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares (Sindbar), que agora tem Michel Rodrigues, do Estaleiro, como presidente, mas com a presença marcante do sempre ‘presidente’ Gil Marra, nesta edição do Festival Gastronômico Amapá Sabor pela primeira vez incluiu, além da capital, todos os municípios amapaenses.

É bom lembrar ou relembrar que o sucesso do evento não foi marca apenas do 10º Festival. Isso vem desde que o Amapá Sabor existe, merecendo, já de lá, não acontecer apenas em três dias, mas em cinco ou seis, talvez até durante uma semana.

O evento gastronômico se tornou uma marca amapaense, ainda mais agora que mergulha na economia criativa, fazendo, durante a sua realização, fluir sobremaneira os setores primário e terciário da economia local.

Citando um pensamento do experiente Gil Marra, “colhe quem serve, e quem dá a receita também oferece a sobremesa”, sugiro que o Amapá Sabor avance ainda mais. Para isso, além de ser apresentado como um evento apenas do Sindbar e parceiros, que passe a constar do calendário turístico do Governo do Estado e da Prefeitura de Macapá.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *