Artigos

Patriotismo e educação

Educação significa não apenas estar preparado para grandes missões e eventos nas áreas pessoais, mas sobretudo, ter condição de medir o relacionamento do dia a dia, exigindo soluções para o bem comum.

Compartilhe:

Ulisses Laurindo – Jornalista
Articulista

Patriotismo e educação são palavras, que, irmanadas, constituem a arma e a força maior para o desenvolvimento de cada Nação. A educação não se resume apenas na cultura intelectual e científica, mas em todo o conjunto de valores, pelo quais busca obter resultados positivos para o bem comum.

Educação significa não apenas estar preparado para grandes missões e eventos nas áreas pessoais, mas sobretudo, ter condição de medir o relacionamento do dia a dia, exigindo soluções para o bem comum. Ser educado, por exemplo,é escolher múltiplas atividades de lazer, ângulos que a cultura fortalece.

O fanatismo a uma doutrina, sempre decorre da falta de opção para outras atividades da vida humana, como, por exemplo, as artes em seu sentido geral, quase ou nada conhecida, ficando em segundo plano, principalmente no campo da leitura, hábito comum nos países desenvolvidos, ocupando integralmente tempo substancial de cada habitante, fato quase todo desconhecido pelo lado maciço do povo brasileiro, deixando de lado seus enormes benefícios.

Estatística existe apontando que o percentual de convivência com a leitura pouco ultrapassa a seis volumes por ano, por habitante. E nem é bom relacionar outras artes, só buscadas por metades das pessoas.

Cultura, então, vem a ser a preparação do homem para os desafios da vida em toda a sua generalidade, procurando, assim, ocupar todo tempo em benefício geral, sem ser tentado a deslizar para toda forma de pensamento negativo, pois tem a seu lado o poder do discernimento. Repito: a educação não é apenas desejo pessoal, porém o equilíbrio necessário a todo tipo de decisão

Como força irmã, o patriotismo vem a ser um prolongamento da educação. Amar a Nação sempre com a ambição de torná-la de primeira classe, tende a passar, obrigatoriamente, por uma mente preparada nos múltiplos sentidos e incapaz de desprezar os valores que compõem o dever de amar sua terra.

Os casos repetidos de corrupção política no Brasil provém do descuidado como a educação que foi relegada a escalas sombrias e que não teve tempo de cuidar do povo. Nada mais verdadeiro.

A falta de amor à pátria, pode ser visto como um dos maiores problemas do país, cuja conseqüência todos sabem, é a falta de preparo do povo, principalmente no momento de escolher quem lhe possa conduzi-lo bem. As queixas conhecidas em relação aos principais vultos negativos da nossa história é que eles cuidaram só de sucesso pessoal, tornando-se alheios aos valores éticos e integrais, constantes da educação. Tivéssemos cuidado e tratado com muito carinho os aspectos da educação, estaríamos todos, certos de que estaríamos longe das crises e testemunhando um país feliz, próspero e alegre. Patriotismo e educação se convivem harmoniosamente, um entendendo o outro, é a receita ideal para o progresso.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *