Cidades

“Ainda não batemos o recorde de altas temperaturas”, diz meteorologista sobre o Amapá

O recorde de temperatura foi em 2014 com o registro de 36,5 C°. A temperatura máxima registrada em 2021 foi de 35,2 C°.

Compartilhe:

Lana Caroline
Da Redação

 

Neste dia 14 de outubro é comemorado o Dia do Meteorologista, profissional esse que é responsável por recolher informações sobre a umidade do ar, pressão atmosférica, temperatura do ar, volume de chuva, entre outras, os meteorologistas conseguem traçar uma previsão da condição do clima para determinada região.

O meteorologista ajuda a prevenir acidentes e prejuízos para os setores de serviços e produção, além de evitar que qualquer pessoa passe frio ou pegue uma chuva desprevenido na rua, mas se falando da região norte e, mais precisamente, do Amapá é nos informar sobre esse calorão que está fazendo no mês de outubro.

“Estamos passando pelo período de estiagem, vamos sentir mesmo esse calor por conta da escassez de chuva. O recorde de temperatura foi em 2014 cerca de 36,5 C° e ainda não batemos esse recorde. A máxima registrada esse ano foi de 35,2 C°, ou seja, apesar de sentir um calorão, ainda não atingimos a maior temperatura registrada anteriormente”, disse o meteorologista do IEPA (Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá), Jefferson Vilhena.

Segundo o profissional, os registros do clima amapaense vêm sendo computados desde 1968 e o que estamos sentindo não é a temperatura e sim, a sensação térmica por conta de alguns materiais que são utilizados até na própria casa.

“Outubro é considerado o mês mais quente do ano justamente pelas altas temperaturas que ele alcança. Estamos sentindo é a sensação térmica muito alta porque utilizamos muitos materiais que esquentam muito como concreto, asfalto, cimento. Isso sim causa uma grande sensação de calor”, afirmou Jefferson.

E para aliviar o calor, basta apostar mais em áreas verdes. “Se estivermos numa área gramada e florestada não sentimos tanto o calor assim. Temos que investir em áreas verdes, plantar arvores, qualquer coisa que venha trazer beneficio em relação a temperatura e a qualidade do ar”, encerrou o meteorologista.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *