Cidades

Avenidas Cora de Carvalho e Padre Júlio avançam na sinalização; sistema binário passa a funcionar em 30 de outubro

Realocação de semáforos e placas e pintura de faixas e centralização fazem parte dos serviços. Os trabalhos estão sendo feitos em parceria com representantes do bairro Alvorada.

Compartilhe:

As avenidas Cora de Carvalho e Padre Júlio Maria Lombaerd funcionarão no sistema binário a partir do dia 30 de outubro. A Companhia de Trânsito e Transporte de Macapá (CTMac) segue sinalizando as vias – vertical e horizontal – com realocação de semáforos e placas e pintura de faixas e centralização.

As vias serão convertidas em paralelas de mão dupla, cada uma com um sentido único. A avenida Padre Júlio será sentido Oeste/Leste (da Rod. Duca Serra à Rua São José) e avenida Cora de Carvalho sentido Leste/Oeste (da São José à Duca Serra).

As avenidas recebem ainda trabalhos como o tratamento urbanístico dos eixos estruturais, implantação de passeios públicos, mobiliários urbanos como abrigos de ônibus, sinalização viária das travessias, fiscalização eletrônica de velocidade, mediação de trafego através de semaforização automatizada.

Os trabalhos estão sendo concretizadas em parceria com representantes do bairro Alvorada, até que o Estado possa fazer a intervenção final na Duca Serra.

O sistema binário terá como objetivo estratégico aumentar a segurança viária com a diminuição de movimentos na pista, reduzindo assim zonas de conflito e o número de acidentes; evitando colisões frontais e diminuindo o tempo de transporte, uma vez que essas vias serão preferenciais, aumentando o volume de pessoas e veículos que circularão no trecho.

“As alterações são significativas no trânsito da capital, permitindo que as vias desafoguem o volume de tráfego em horários de pico, favorecendo a mobilidade para o transporte coletivo, motoristas particulares e de carga, assim como pedestres e ciclistas”, explica o diretor-presidente da CTMac, Marcílio Dantas.

Sistema Binário

A implantação do sistema está inserida no planejamento da mobilidade urbana previsto no plano diretor de desenvolvimento urbano e ambiental, assim como nos estudos sobre transportes e trânsito da CTMac realizados entre 2015 e 2018, que preveem hierarquização das vias de Macapá.

Essa hierarquização se dá, inclusive, pela criação de um sistema de eixos viários estruturantes, no formato binários, que priorizam os investimentos de infraestrutura e manutenção, devendo-se ainda, incluir, mediante estudos, corredores de transporte coletivo.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *