Cidades

Com novos exames para identificar perda auditiva, Creap pode tornar-se referência no Norte

Centro de Reabilitação do Amapá começou a ofertar exames de emissões alto acústicas, imitanciometria e o bera, este, inédito na rede pública do estado.

Compartilhe:
O Centro de Reabilitação do Amapá (Creap) começou a ofertar, nesta sexta-feira, 18, exames de emissões alto acústicas, imitanciometria e o bera, este, inédito na rede pública do Amapá.

Além dos novos exames, a avaliação audiológica passará a integrar a gama de serviços ofertados pelo centro, até o mês de novembro, transformando-o em uma unidade referência em diagnósticos e tratamentos auditivos na Região Norte.

A oferta de novos exames foi possível a partir da aquisição de equipamentos pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), no mês de setembro. Entre eles, um audiômetro, responsável por avaliar a capacidade do paciente para ouvir sons, podendo, também, complementar outros diagnósticos, como traumas, infecções, condições hereditárias, e outros; um imitanciômetro, capaz de examinar as condições da orelha média e da tuba auditiva, fornecendo informações a respeito da integridade funcional do tímpano e dos ossículos presentes na orelha média e; um bera, responsável por examinar a integridade das vias auditivas, desde a orelha interna até o córtex cerebral, sendo possível determinar se existe ou não perda auditiva.

Segundo a gerente da clínica de Saúde de Auditiva do Creap, Thaís Bastos, com a oferta destes novos exames, o centro fecha um fluxo muito importante para o paciente.

“Agora, o usuário tem a consulta com a fonoaudióloga, aqui, os exames para fechamento de diagnóstico e o benefício do aparelho auditivo, que é feito sob medida e entregue ao paciente, de acordo com a sua necessidade. Isso representa um grande ganho, não só para os pacientes, mas, também, para nós, enquanto profissionais, e para a rede pública de saúde”, ressaltou.

Thaís também destacou que o audiômetro está instalado obedecendo a todas as diretrizes e protocolos do Ministério da Saúde, e que, no momento, os profissionais estão passando por um treinamento para operar o equipamento.

Para a secretária de Saúde interina, Juvanete Tavora, o fechamento do fluxo de saúde auditiva é um marco para o estado. “Nós saímos de uma estatística negativa do Ministério da Saúde, onde somente o Acre e o Amapá ainda não estavam ofertando serviços de triagem auditiva. E, com essa aquisição, conseguimos disponibilizar para a população um serviço completamente resolutivo, que é o que sempre almejamos”, disse.

As consultas fonoaudiólogas são agendadas no Creap, toda quarta-feira, de 8h às 12h. Grande parte dos novos exames são indicados para pessoas a partir de 5 anos de idade, com exceção do de emissões alto acústicas (conhecido como teste da orelhinha), disponível para crianças a partir de 6 meses.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *