Última hora Polícia Política Cidades Esporte
Cidades

Delegado orienta população sobre compra e venda de celulares roubados

Titular da Delegacia de Furtos e Roubos de Santana, Teobaldo Rodrigues, explica que o ideal é comprar qualquer produto com nota fiscal.


Lana Caroline
Da Redação

 

Produtos roubados podem ser encontrados à venda em diversos sites de compra e venda e em redes sociais, mas saber a procedência do produto é de extrema importância para que não possa ter que devolvê-lo.

 

O celular é um dos itens que mais são roubados e vendidos pelos traficantes. O Delegado titular da Delegacia de Furtos e Roubos de Santana, Teobaldo Rodrigues, orienta sempre a compra de qualquer produto com nota fiscal.

“Eu sempre oriento as pessoas para não comprar nada sem nota fiscal, principalmente celular. Os bandidos trocam esses aparelhos nas bocas de fumo e os superiores deles mandam alguém vender, com a história de que está passando necessidade. Aconselho pedir para um familiar ir até uma loja e retirar um novo e com nota fiscal”, disse o delegado.

 

A parceria com as operadoras de telefonia ficou mais fácil para identificar a localização dos aparelhos celulares, contanto que a pessoa roubada faça o boletim de ocorrência. “Temos uma parceria com as operadoras de telefonias e quando uma pessoa foi assaltada ou perdeu o aparelho, nós registramos o B.O e entramos em contato com as operadoras. Quando o celular é ligado com o chip, as operadoras detectam a localização, nome e CPF e intima a pessoa a comparecer na delegacia e explica o que houve e o porquê entregar o celular”, disse Teobaldo.

 

Com esses roubos os bandidos se passam pelos donos do celular e começam a dar golpes e pedir dinheiro. O importante sempre é registrar a ocorrência. “Seja perda, roubo ou furto você tem que registrar o B.O, pois se a pessoa usar seu chip e dados vai começar a pedir dinheiro, vender coisas e as pessoas vão acreditar, pois é o seu número e seus dados”, encerrou Rodrigues.


Comente