Cidades

Fisioterapeuta fala sobre importância de profissionais para reabilitação de pacientes pós-covid-19

Com a pandemia, os fisioterapeutas foram essenciais na recuperação de muitos pacientes acometido pela doença.

Compartilhe:

Lana Caroline
Da Redação

 

Nesta quarta-feira (13) se comemora o Dia do Fisioterapeuta e do Terapeuta Ocupacional. A data foi criada através do Decreto-Lei nº 938, de 13 de outubro de 1969, que regulamenta a atividade desses profissionais no Brasil. A data celebra o trabalho do profissional ligado à área da saúde que auxilia na recuperação física do corpo humano.

 

Os fisioterapeutas ajudam a prevenir doenças musculares e ósseas, com massagens e exercícios localizados, por exemplo. Por sua parte, o Terapeuta Ocupacional atua indicando atividades intelectuais e físicas que permitem a recuperação de pacientes que sofreram AVC ou que sofreram acidentes.

 

“A fisioterapia e terapia ocupacional são profissões interligadas, elas trabalham de formas concomitantes. O fisioterapeuta trabalha mais as atividades funcionais e o terapeuta ocupacional ele trabalha a terapia ocupacional diária, ele vai trabalhar mais a questão intelectual. Acima de tudo, a fisioterapia é uma ciência onde temos a responsabilidade social de resgatar, não só a autoestima, mas a tratar o paciente e salvar vidas”, disse a fisioterapeuta Nádia Guimarães.

 

Com a pandemia, os fisioterapeutas foram essenciais na recuperação de muitos pacientes acometido pela doença.

 

“A covid-19 deixa inúmeras sequelas, tanto funcionais quanto esqueléticas. Primeira coisa que o paciente sente quando ele passa muito tempo deitado [no caso dos que foram entubados] é a musculatura, fica fraca e ele necessita fazer fisioterapia, tanto a reabilitação cardiopulmonar quanto a motora. A partir do momento que ele perde a musculatura esquelética, ele não tem força muscular nem mesmo para fazer uma atividade de impacto. E os profissionais de fisioterapia são importantes para dar assistência a esses pacientes”, encerrou a profissional.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *