Cidades

Governo inclui 190 novos bolsistas do Amapá Jovem no município de Amapá

Candidatos aptos foram aprovados na 7ª chamada do programa e participaram de aula inaugural nesta sexta-feira, 22.

Compartilhe:
Foto: Marcelo Loureiro/Secom

O Governo do Estado realizou a inclusão de 190 novos bolsistas aprovados na 7ª chamada do programa Amapá Jovem no município de Amapá. Os candidatos aptos às vagas participaram da aula inaugural nesta sexta-feira, 22, em meio as comemorações de 120 anos da cidade.

A aula inaugural, que ocorreu na quadra da Escola Estadual Vidal de Negreiros, tem como principal objetivo informar os beneficiários sobre os regulamentos, oportunidades e atividades desempenhadas nos polos dos municípios.

O Amapá Jovem é um programa do Governo do Estado voltado para formação, qualificação e fortalecimento de políticas públicas para a juventude. Com esses 190 novos bolsistas, a iniciativa chega a atender 560 beneficiários ativos no município que recebem bolsa-permanência no valor de R$ 150 para desenvolverem as atividades.

Em cumprimento de agenda no município, o governador Waldez Góes participou da aula inaugural e, em discurso, destacou a importância do programa para o fortalecimento de políticas públicas para a juventude.

“Uma característica marcante das nossas políticas públicas para a juventude é o papel ativo dos jovens na formulação e execução das políticas para essa população. E é desta forma que seguiremos fortalecendo e ampliando o alcance do Amapá Jovem, para termos a nossa juventude cada vez mais capacitada para o mercado e, acima de tudo, para o exercício da cidadania”, disse

Segundo o secretário titular da Sejuv, Pedro Filé, o programa tem mudado a vida de milhares de jovens que são inseridos no mercado de trabalho e também encontram dentro das atividades ofertadas novos caminhos de sucesso para a vida.

“O Amapá Jovem não é um programa de transferência de renda, mas de capacitação e fortalecimento do indivíduo. O foco principal é a qualificação e direcionamento dessa juventude para longe da vulnerabilidade e para perto da educação”, explicou.

Há três anos como bolsista no município de Amapá, o estudante Mateus Barbosa, de 20 anos, atribui a nota 980 em redação (a máxima é 1000) do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) aos frutos que colheu durante as atividades do programa. O Enem é o principal meio de acesso ao ensino superior no Brasil. Atualmente, o bolsista é acadêmico da Universidade Estadual do Amapá (Ueap).

“Só de tirar a gente da rua, já é um ganho para a educação, mas o programa vai além. O Governo me ofereceu cursos, capacitações, workshops por meio do Amapá Jovem, e isso fortalece não somente os estudos, mas também a autoestima. Eu acreditei que poderia começar a sonhar e, depois, acreditei que poderia vencer”, ressaltou.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *