Cidades

Hospital da Mulher Mãe Luzia comemora 68 anos realizando 800 partos por mês

Hoje a unidade conta com uma estrutura em atendimento humanizado de 177 leitos adultos, 57 leitos de UTI Neonatal e 950 servidores diretos e terceirizados.

Compartilhe:
Foto: Claudia Cavalcanti/Sesa

Na segunda-feira, 13, o Hospital da Mulher Mãe Luzia (HMML), referência pública em atendimento obstétrico e neonatal no Amapá, comemorou 68 anos com uma programação para homenagear os 950 servidores da assistência direta e terceirizados que fazem parte da história da unidade e contribuem diariamente no atendimento à população.

O HMML faz parte da vida pessoal e profissional da técnica em enfermagem Eliza Brito, de 60 anos, que passou os últimos 40 anos trabalhando na unidade, onde também nasceram os seus cinco filhos.

“Foi um conforto maior saber que pude contar e confiar no trabalho dos meus colegas quando tive meus filhos. Eu tenho amor por esse hospital, nunca trabalhei em outro lugar porque não quis sair daqui. Gosto muito do que eu faço e trabalho por amor. Eu senti cada parto que eu participei porque é a realização de um sonho, você está ali ajudando um outro ser a vir a este mundo”, disse Eliza.

O Hospital da Mulher realiza em média 800 partos e mais de 7 mil atendimentos por mês. Além disso conta 177 leitos adultos e 57 leitos de Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTINeo), Unidade de Cuidados Intermediários Convencionais (UCINCo) e Unidade de Cuidados Intermediários Canguru (UCINCa).

O HMML também oferta atendimentos ambulatoriais em ginecologia; distúrbios da gravidez; pré-natal para pacientes com gestações de alto risco; Banco de Leite Humano – responsável pela coleta, pasteurização e distribuição do leite que chega até os bebês internados na UTINeo; além de ser a referência em atendimento para vítimas de violência sexual.

A diretora do HMML, Cristiani Barros, explicou que a programação foi pensada como forma de valorizar e agradecer aos profissionais que mantêm a unidade funcionando.

“Muitas pessoas já passaram por aqui e tiveram suas vidas salvas graças ao trabalho desses servidores. Essas pessoas têm afeição por esse lugar e também precisam desses momentos para tirar o estresse. Sem eles não teríamos chegado até aqui”, agradece.

O Governo do Amapá está expandindo a rede de atendimento materno-infantil com a inauguração da Maternidade Bem-Nascer, que terá capacidade para 620 partos por mês entre normais e cesáreas. Além disso, o hospital terá mais 36 leitos de cuidados neonatais, 108 observações, 1.200 atendimentos mensais de urgência e emergência.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *