Cidades

Seminário defende criação de políticas públicas para o turismo étnico

Evento abre programação do Mês da Consciência Negra no Amapá.

Compartilhe:

Douglas Lima

Da Redação

 

Foi aberta oficialmente no Cepajob, na manhã desta sexta-feira, 8, realizada pela Secretaria Extraordinária de Políticas para Afrodescendentes (Seafro), a programação do Mês da Consciência Negra no Amapá com a presença de Sioney Ricardo Leal, representando a Fundação Palmares. A programação vai até 6 de dezembro.

Falando no programa LuizMeloEntrevista (Diário 90,9), o secretário de políticas para afrodescendentes, Aluizo de Carvalho, informou que a programação do Mês da Consciência Negra no Amapá reúne uma série de seminários sobre empreendedorismo, turismo, cultura, raça, intolerância religiosa, juventude negra e outros temas direcionados à população negra.

O objetivo da programação é colocar em evidência assuntos que estão no cotidiano da população negra amapaense, culminando com a elaboração de propostas que serão apresentadas na primeira edição do Encontro de Gestores de Promoção de Igualdade Racial do Amapá, no dia 6 de dezembro. Ainda haverá eventos de capoeira, hip-hop e religiões de matriz africana, além do tradicional Encontro dos Tambores, no Centro de Cultura Negra, no bairro do Laguinho.

O assunto de abertura dos seminários é turismo. O palestrante, Sioney Ricardo Leal, que também falou no LuizMeloEntrevista, antecipou que incentivará a criação de políticas públicas para que as comunidades quilombolas passem a receber visitantes, incentivando o turismo étnico, como já vem sendo feito em várias partes do Brasil.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *