Esportes

Remo é oportunidade de reinício na carreira, explica Djalma: “Por isso optei por um clube grande”

Meio-campista revela que pais torcem para o Leão Azul e também se coloca à disposição do técnico João Neto

Compartilhe:

Djalma deu sua primeira entrevista oficial como jogador do Remo. Marcado por ter uma história no grande rival azulino, o meio-campista de origem chega ao Leão para um recomeço na carreira aos 28 anos, após passagens sem muito sucesso pelo interior do Pará e fora do estado.
Para isso, está disposto a atuar na posição que o técnico João Neto mais precisar de seus serviços. Nos tempos de Paysandu foi meia e lateral-direito, mas também já se adaptou a atuar como volante.
– Na verdade eu sou meia, só que eu me adaptei jogando de volante e lateral também. Aonde o Netão precisar eu vou estar pronto para ajudar – explicou.
O primeiro desafio de Djalma será superar a desconfiança de torcedores que torcem o nariz pelo fato dele ter sido formado do outro lado da Avenida Almirante Barroso, com história no rival alviveleste. Ele revela que percebe certa pressão, mas sabe lidar com isso mesmo porque recebeu muito apoio em casa.
– Eu creio que em todo lugar tem pressão. Não vai ser diferente. Acho que não só comigo, com todos, mas vejo que existe uma pequena diferença comigo por ter vindo do rival. Mas estou tranquilo quanto a isso, sei da minha qualidade, do meu potencial. Sei que posso ajudar o Remo. Meus familiares receberam a notícia (do acerto) com muita alegria, por ser um clube grande, um clube que meu pai e minha mãe torcem. Foi tudo tranquilo nesse aspecto – revelou.
Depois e ganhar a confiança da torcida, o jogador espera recuperar a boa fase na carreira. No Paysandu conquistou dois acessos à Série B, um título do Parazão (2013) e um vice da Copa Verde (2014). Djalma almeja voltar a ganhar títulos, agora com o manto azulino.
– Eu momentos muito bons lá no outro lado, muito importantes para a minha carreira também, de bastante alegria. Aconteceram coisas que a gente prefere não falar. Eu deixo para lá. Isso é um recomeço para mim, para a minha história, minha carreira. Por isso que optei pelo Remo. Tive três clubes interessados em mim, mas optei por esse justamente por um recomeço em um clube grande, de massa, no meu estado, afirmou.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *