Nota 10

Ciclo: Marabaixo do Trabalhador marca o feriado de 1º de maio

Programação começa às 17h, no barracão da Tia Gertrudes, no bairro Santa Rita, em Macapá. Evento é realizado há mais de 10 anos.

Compartilhe:

As caixas voltam a rufar dentro da programação do Ciclo do Marabaixo 2019 nesta quarta-feira, 1º de maio. O Marabaixo do Trabalhador acontece a partir das 17h, na Associação Berço do Marabaixo (Barracão da Tia Gertrudes), no bairro Santa Rita, em Macapá.

Segundo a representante do grupo Berço do Marabaixo, Valdinete Costa, a proposta é homenagear o trabalhador amapaense com a maior expressão cultural do Amapá. O Marabaixo do Trabalhador é realizado há pelo menos dez anos no barracão integrado pela associação. “É a nossa forma de prestar essa homenagem e marcar o Dia do Trabalhador. Tanto que é uma das programações que substitui os bailes”, assinala.

É o primeiro marabaixo depois da abertura da programação oficial em 21 de abril. A extensa programação segue até o dia 23 de junho e tem apoio do Governo do Amapá, através de secretarias como Afrodescendentes (Seafro) e Cultura (Secult).

Apoio à manifestação cultural

O Marabaixo foi reconhecido como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em novembro de 2018. Para a realização do ciclo deste ano houve um investimento de R$ 130 mil do governo, divididos igualmente entre os grupos realizadores.

Marcados pelo culto ao Divino Espírito Santo e à Santíssima Trindade, os festejos seguem até o chamado Domingo do Senhor, primeiro domingo após a celebração de Corpus Christi, este ano, no dia 23 de junho. Na extensa programação, ainda constam missas, ladainhas, retirada dos mastros pelos grupos, bailes e jantares, dentre outros rituais.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *