Última hora Polícia Política Cidades Esporte
Nota 10

Dudu Nobre faz show em Macapá, nesta sexta-feira (6)

Um grande show está sendo preparado para marcar a reabertura da sede de Boêmios do Laguinho para a sociedade do samba amapaense.


Cláudio Rogério

Um grande show está sendo preparado para marcar a reabertura da sede de Boêmios do Laguinho para a sociedade do samba amapaense. Um mix de sambistas vindos diretamente do Rio de Janeiro e também de solo Tucuju, farão parte deste espetáculo que acontece na próxima sexta-feira, 06 de maio, a partir das 20h, no Laguinho.

No palco principal do show “A Resenha da Nação”, o convidado é o sambista Dudu Nobre, que traz em seu repertório os maiores sucessos de sua carreira, além de antológicos sambas do carnaval brasileiro. Tudo isso com o requinte especial dos sambistas amapaenses, Aureliano Neck, Silmara Lobato e Shory, além das participações especiais das baterias de Piratas Estilizados e Boêmios do Laguinho.

 

Dudu Nobre
Começou na música aos 5 anos, quando ganhou um cavaquinho velho de um porteiro do prédio onde morava, em Vila Isabel. Afilhado do baterista Wilson das Neves, Dudu começou a aprender a tocar instrumentos de percussão durante batucadas com a garotada de Padre Miguel e sob o olhar do mestre Jorjão. Com Henrique Cazes, aprendeu cavaquinho.

Os pais, Anita e João Nobre, pagodeiros de primeira, adoravam reunir os amigos em casa, para uma batucada. Desde cedo, Dudu conviveu com pessoas que, na época, já eram nomes de relevo no samba, como Beth Carvalho, Zeca Pagodinho, Grupo Fundo de Quintal, Almir Guineto, Neoci de Bonsucesso, Jorge Aragão, Carlos Dafé, Beto sem Braço, Geraldo Babão, Baiano do Cacique, Dicró, Jovelina Pérola Negra, Deni de Lima, Cláudio Camunguelo, Cláudio Jorge, Grupo Só Preto, Pedrinho da Flor, Nei Lopes, Luiz Carlos da Vila, Nelson Cavaquinho. Não demorou muito para que ele se integrasse nas escolas de samba mirins. Estreou na Alegria da Passarela, quando foi o primeiro campeão, em parceria com Beto sem Braço.

Antes de integrar o grupo de Zeca Pagodinho como cavaquinista, Dudu passou pelas bandas de Dicró, Pedrinho da Flor e Almir Guineto. Com Zeca trabalhou por seis anos, apresentando-se no Brasil e exterior. Dudu compôs cerca de 60 músicas para diversos grupos e intérpretes, antes de gravar o primeiro disco, produzido por Rildo Hora. Fonte: site Sony BMG

O show de Dudu Nobre em Macapá tem a assinatura de Boêmios do Laguinho e DR Produções.

Show “A Resenha da Nação”
Atrações: Dudu Nobre, Aureliano Neck, Silmara Lobato, Shory, Bateria de Piratas Estilizados e Bateria de Boêmios do Laguinho.
Data: 06 de maio de 2022;
A partir das 20h;
Local: Sede de Boêmios do Laguinho – Avenida General Osório – 545 – Laguinho

Ingressos: Vip R$ 60,00 – Pista: R$ 40,00
Informações: 96 99144-8597


Comente