Nota 10

Teatro das Bacabeiras recebe 36 casais no “sim coletivo” em mais um Casamento na Comunidade 

O evento foi organizado pelo TJAP em cooperação com a Assembleia Legislativa do Estado, Cartório Vales, Sistema Super Fácil e Igrejas Católica e Evangélica. 

Compartilhe:

Com decoração impecável, os 36 casais inscritos no Programa Casamento na Comunidade, do Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP), tiveram o privilégio de cruzar o tapete vermelho para firmar o compromisso do matrimônio aos pés do altar preparado especialmente nas dependências do Teatro das Bacabeiras, na última quarta-feira (19).

Presente à cerimônia, o chefe do Poder Judiciário, desembargador João Lages, destacou que o programa Casamento na Comunidade tem possibilitado a legalização da situação de casais que já vivem juntos há anos, faltando apenas a oficialização do matrimônio. “Além dos motivos práticos, o casamento tem um papel social por assegurar aos cônjuges e filhos o bem estar proporcionado pelo reconhecimento oficial e social desta união”, ressaltou.

Também presente ao evento, a desembargadora Sueli Pini, vice-presidente do TJAP, não poupou elogios à cerimônia. “Está tudo muito lindo e perfeito. e esse é um momento que nos enche de alegria até por saber que essa parceria agora com o Sistema Super Fácil começa dando certo e já unindo muitos casais especiais, portanto, parabéns aos organizadores, tudo está lindo, tudo está perfeito”, gratificou.

Tendo como juiz de paz o magistrado Fábio Santana, a cerimônia foi marcada por muita emoção. “É uma experiência gratificante presidir estas celebrações. É um momento que nos permite atuar como juiz de paz numa cerimônia tão sublime, quando muitos casais estão ratificando o amor que sentem um pelo outro”, salientou o juiz.

Com direito à Marcha Nupcial, brilhantemente executada pela banda do Corpo de Bombeiros Militar do Amapá, a cerimônia teve como atração a cantora Lígia Mônica e o maestro Roselito Pereira que tornaram a noite inesquecível para todos os casais.

Carlos Augusto de Souza Vaz e Edwirges Santos de Araújo decidiram oficializar a união depois de 31 anos convivendo juntos. “Era um sonho casar assim de branco e véu na cabeça e agora se tornou realidade”, disse Eduwirges. “Faltava uma oportunidade especial como esta”, complementou Carlos Augusto.

Ao lado do noivo Càssio Soeiro, Anne dos Santos, grávida de oito meses, não abriu mão do sonho ao casar com figurino completo, com destaque para o vestido que roubou a cena. “O casamento é aquele momento único então fiz questão de entrar no altar como manda a tradição”, resumiu.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *