Nota 10

‘Trajetória poética de um lusitano em África’ começa nesta sexta-feira e fica até dia 16 na ‘Elcy Lacerda’

Exposição leva visitante à Angola na primeira metade dos anos 1970, quando lá estava o então jovem colono português Antônio Carreira, que hoje é escritor e poeta.

Compartilhe:

Douglas Lima
Da Redação

A Biblioteca Pública ‘Elcy Lacerda’ abriga nesta sexta-feira, 9, para terminar no próximo dia 16, a exposição ‘Trajetória poética de um lusitano em África’. A abertura do evento ocorre às 19h.

A expô, organizada pela Associação Literária do Estado do Amapá (Alieap), pretender levar o visitante à Angola na primeira metade dos anos 1970, quando lá estava o então jovem português Antonio Carreira, como integrante de uma família camponesa, mas que acabou incorporado ao Exército local, lutando pela independência daquele país.

O acontecimento na Biblioteca Pública é com base no trabalho de Antônio Carreira, que se tornou escritor e poeta depois de sair de Angola em direção ao Canadá, voltando para Portugal, saindo para o Brasil, onde após passar  um tempo no Sudeste, esteve no Pará e agora mora há 13 anos no Amapá.

A exposição é poética e fotográfica, abordando a África. Para a abertura, a programação prevê ambientação remetendo o espaço à África com auxílio de objetos, trajes e adereços afro. Além disso, para ajudar os visitantes e observadores a entrarem no clima proposto pelo evento, haverá todo um trabalho de sonorização, painéis com poesias, projeção de fotos, dança e performance poética.

Os poemas apresentados na exposição traduzem toda a riqueza de emoções vivenciadas por Antônio Carreira numa Angola conflitada pela aspiração de se tornar livre do jugo português.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *