Última hora Polícia Política Cidades Esporte
Polícia

Amapaense cai no ‘golpe do amor’ e Polícia Civil indicia casal de SP pelo crime

De acordo com a Delegada Áurea Uchôa, da Delegacia de Repressão aos Crimes Cibernéticos (DR-CCIBER), a vítima foi contactada pelo WhatsApp em novembro do ano passado.


Uma amapaense, de 42 anos, caiu em golpe da internet bastante conhecido como ‘scammers do amor’, que nada mais são que ‘golpistas do amor’. Geralmente esses criminosos atuam em sites de relacionamento na internet, buscam aproximação das vítimas, começam uma ‘relação afetiva’ e então iniciam os pedidos de dinheiro e extorsão.

De acordo com a delegada Áurea Uchôa, da Delegacia de Repressão aos Crimes Cibernéticos (DR-CCIBER), a vítima foi contactada pelo WhatsApp em novembro do ano passado e, após se envolver amorosamente com uma pessoa que dizia ser do Exército Americano, lotado na Síria, passou a realizar diversas transferências bancárias, em nome do sentimento que entendia ter.

“Ao todo, a vítima realizou transferências no montante de R$ 27 mil. Além dessa quantia, a vítima disponibilizou todos os seus dados pessoais aos criminosos, após o suposto namorado alegar que necessitava enviar ao Brasil um malote com a documentação de sua aposentaria do exército americano. Iniciada as investigações, uma mulher de nacionalidade brasileira e um homem de nacionalidade nigeriana foram identificados e indiciados. Os indiciados são casados, residem na cidade de São Paulo-SP e se comunicavam com a vítima através de um número de telefone com prefixo estrangeiro”, disse a delegada.

A Delegada informou ainda que, o suposto namorado sempre arranjava desculpa para não fazer vídeo chamada com a vítima, alegando que estava em campo de guerra, ou no alojamento, ou preso.

O casal usou contas bancárias do Brasil para receber os valores, tendo, o suposto namorado, justificado que o dinheiro chegaria até ele através da Embaixada.

 

Alerta
Recentemente, um documentário de streaming ficou famoso por alertar sobre golpes com esse viés. Qualquer pessoa que tenha sido vítima do golpe conhecido por ‘scammers do amor’, pode registrar um boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia mais próxima ou através da Delegacia Virtual, acessando o site: https://delegaciavirtual.sinesp.gov.br/portal/


Comente